Pesquisas apontam que pandemia da Covid-19 aumentou a demanda por profissionais de Enfermagem

Cursos em diferentes áreas de especialização da Enfermagem são essenciais para suprir a demanda do mercado que exige profissionais cada vez mais capacitados

De acordo com pesquisa divulgada pelo site de empregos Catho, em março do ano passado, ocorreu um crescimento de 397% no número de vagas destinadas aos enfermeiros ante o mesmo período de 2019. Além das vagas destinadas à Enfermagem, profissionais com especialização, que contam com graduação e pós-graduação em urgência e emergência, por exemplo, também são bastante procurados. As vagas para enfermeiros de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) tiveram um aumento de 718%. Além disso, técnicos de Enfermagem também se tornaram muito procurados, tendo uma alta de 708% no terceiro mês deste ano.

Importância da profissão e a necessidade de especialização

Segundo o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), o mercado de Enfermagem está em crescimento. Além de se expandir, a profissão possui um papel essencial, principalmente após a pandemia da Covid-19. Os profissionais de Enfermagem estão na linha de frente no atendimento a pacientes infectados, tornando-se sujeitos fundamentais na atuação dentro dos hospitais.

A Portaria 734, publicada no mês de abril de 2020 pelo Ministério da Educação (MEC), autorizou que estudantes de Medicina com 75% do internato concluído, além de alunos de Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia com porcentagem similar concluída do ensino curricular obrigatório, se graduassem, levando em consideração o estado de emergência na saúde pública e a necessidade de ajuda no combate à pandemia. Esse fato reforça a importância desses profissionais.

A necessidade de especialização, além de abrir portas em relação às melhores oportunidades financeiras, também possibilita que o profissional de Enfermagem atue em diversos setores, dando mais opções de escolhas profissionais ao especialista. Entre as áreas em que o profissional pode atuar, destacam-se: assistência direta ao paciente, gestão, docência e pesquisa e empreendedorismo. 

Demanda do mercado por profissionais qualificados

A procura por profissionais cada vez mais qualificados já se reflete nos números. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o número de contratação de profissionais da Enfermagem com ensino superior, nos primeiros seis meses de 2020, foi 50,73% maior do que no mesmo período de 2019. 

Em relação ao saldo entre contratações e demissões, a diferença é de 155,3%. Nos primeiros seis meses de 2019, foram contratados 24.743 enfermeiros, com um saldo de 6.182 postos de trabalho criados. No mesmo período do ano passado, esses números cresceram para 37.296 contratações. Ou seja, um saldo de 15.783 postos de trabalho criados.

Cursos qualificados são fundamentais para atender a demanda por especialização

A procura por profissionais de Enfermagem cada vez mais especializados também afeta o âmbito acadêmico, inaugurando cursos em diversas áreas, especializações e pós-graduação, como, por exemplo, o curso de Pós-graduação em Enfermagem em Urgência e Emergência com Ênfase em Atendimento Pré-Hospitalar, da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP), entre outros. 

Além disso, a Faculdade da Santa Casa de São Paulo ainda oferece nove cursos de pós-graduação nas áreas de Enfermagem em Clínica e Cirúrgica; Cardiologia e Hemodinâmica; Centro Cirúrgico; Neonatologia e UTI Neonatal; Oftalmologia; Saúde Coletiva; Urgência e Emergência com Ênfase em Atendimento Pré-Hospitalar; Assistência ao Adulto em UTI; e Psiquiatria e Saúde Mental. As inscrições estão abertas, aqui

Entenda cada área

O curso de especialização em Enfermagem Clínica e Cirúrgica tem como objetivo capacitar enfermeiros a prestarem assistência sistematizada integral a pacientes adultos e idosos, com afecções agudas e crônicas, hospitalizados em unidades de internação clínica e cirúrgica. O curso de pós-graduação em Enfermagem em Cardiologia e Hemodinâmica, por sua vez, busca dar atendimento às demandas atuais e facilitar o acesso dos enfermeiros ao mercado de trabalho, dando qualidade à sua formação.

O curso de pós-graduação em Enfermagem em Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica, Centro de Material e Esterilização (CME) foca em conhecimentos técnico-científicos específicos. Já a Pós-Graduação em Enfermagem em Neonatologia e UTI Neonatal busca formar o enfermeiro especialista em assistência ao recém-nascido e sua família. O curso de Especialização em Enfermagem em Oftalmologia, por sua vez, capacita os profissionais para atuarem em Enfermagem direcionada à Oftalmologia. 

A Pós-graduação em Enfermagem em Saúde Coletiva permite o desenvolvimento de competências técnicas, políticas e administrativas dos profissionais para o trabalho na Atenção Primária à Saúde, no Sistema Único de Saúde (SUS). Já a Pós-Graduação em Enfermagem em Urgência e Emergência com Ênfase em Atendimento Pré-Hospitalar forma especialistas em urgência e emergência a partir de uma abordagem humanizada e dá capacidade para o planejamento e assistência em unidades de urgência e emergência (Pronto Socorro, AMAs, UPA, APH), no atendimento do adulto e populações especiais (Neonatologia, Pediatria, Gestante, Idoso, Psiquiatria e Obesos), buscando uma melhor qualidade da assistência no âmbito dos atendimentos pré, trans e intra-hospitalar e atuação em catástrofes, assim como da integração dos níveis de atenção à saúde.

Já o curso de Pós-Graduação em Enfermagem na Assistência ao Adulto em Unidade de Terapia Intensiva tem como objetivo formar o enfermeiro nos âmbitos da assistência, gestão, ensino e pesquisa. E, por fim, o curso de Pós-Graduação em Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental reconhece que a organização do trabalho da Enfermagem em saúde mental deve ser mecanismo de produção de saúde.

Veja também: necessidades e desejos dos clientes

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!