Pesquisa aponta que PMEs podem aumentar o faturamento em 25% na Black Friday

Investimento em estratégias para atrair consumidores cresce entre as PMEs em 2021

Segundo dados do levantamento “Aquecimento Black Friday”, feito pela Nuvemshop, a Black Friday tende a trazer resultados positivos neste ano, uma vez que se espera que as pequenas e médias empresas (PMEs) tenham um aumento de mais de 25% no faturamento em relação ao mês anterior ao evento. O levantamento foi baseado nas empresas que usam a plataforma da Nuvemshop.

A pesquisa ainda mostrou a importância da época para as empresas, mostrando que sete em cada dez donos de loja apontaram como a Black Friday é fundamental para os negócios. O levantamento foi feito com os lojistas da plataforma de todo o território nacional, mostrando também a importância da data, principalmente após o rápido processo de digitalização ao qual o varejo foi submetido. 

“Em 2020, tivemos a Black Friday mais digital da história, impulsionada pelo contexto de isolamento social. Com esse novo comportamento de compra do consumidor, que vem se repetindo ao longo deste ano, a expectativa é que o comércio eletrônico vivencie, novamente, um de seus melhores resultados”, comentou Guilherme Pedroso, country manager da Nuvemshop no Brasil.

Novos e-commerces

Por conta da larga transformação digital vivenciada pelo comércio, a Black Friday de 2021, como consequência, conta com um grande volume de novos e-commerces – aproximadamente, 30% dos participantes da pesquisa da Nuvemshop nunca estiveram em uma Black Friday com um comércio eletrônico anteriormente, já que foram criados a menos de um ano. 

No total, 71% dos participantes da entrevista possuem sua loja on-line há dois anos, no máximo. “Vale lembrar que, na Black Friday do ano passado, a realidade de consumo já estava em rápida transformação, porque a população brasileira já vivia em isolamento social e o comércio físico não estava operando no mesmo ritmo”, aponta Pedroso.

Estratégias de atração

Outra especificidade da Black Friday deste ano é o investimento, por parte das PMEs, em estratégias para atrair os consumidores, como ações promocionais, por exemplo. Todos esses esforços são para aumentar o nível de concorrência, contando com descontos em produtos e serviços, brindes, fretes com valores especiais e outros. No ano passado, apenas 22,5% dos donos de lojas realizaram pelo menos três ações promocionais na época. Já neste ano, esse número foi para 60%. Entre essas estratégias de atração de consumidores, pode-se destacar o Inbound Marketing, por exemplo. 

Número de PMEs que migraram para o digital cresceu 208% na pandemia

Esse alto número de PMEs no mundo digital durante a pandemia de Covid-19 só se confirma. Segundo o relatório “Recovery Insights: Small Business Reset”, da Mastercard, realizado em mercados a nível global, entre outras tendências, foi mostrado que, no Brasil, o número de empresas que migraram para o on-line em 2020 avançou 208% em relação a 2019. O relatório apresentou ainda um pico no mês de julho do ano passado. Em relação às vendas totais em PMEs, o levantamento mostrou um crescimento de 4,5% anual até agosto deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado. Em relação às vendas do e-commerce, o aumento foi de 31,4%.

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!