Melhorar a coordenação entre os segmentos que compõem o SAG do leite é o desafio do setor

A ingestão de leite é primordial para a saúde humana e, também, para os negócios agroindustriais que vêm sofrendo certo desequilíbrio, o que dificulta para os comerciantes como também para o consumidor que tem consumido o leite com menos frequência, e na maioria das vezes, o tem substituído por outro produto.

A Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) juntamente com a Viva Lácteos (Associação Brasileira de Laticínios) e em parceria com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) pretende implantar novas ações para melhorar a coleta e a produção de leite.

O que se pretende é fazer com que se promovam mudanças na maneira como as articulações entre as várias etapas do SAG funcionam, para isso, é preciso rever todas elas; uma das ideias é viabilizar a produção.

Para que isso ocorra, é preciso investir na qualificação do trabalhador que vai lidar com o gado e, também, é necessário melhorar as técnicas utilizadas no processo de produção leitosa, dessa forma, será possível atingir maior lucratividade.

Segundo as pesquisas realizadas pela Cepea em alguns Estados do nosso país, sendo eles Goiás, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, em relação ao total de leite vendido, correspondem a 45% do volume da pesquisa trimestral do leite, dados apontados pelo IBGE.

SAG garante a melhora do sistema agroindustrial do leite

A pesquisadora Natalia Grigol, da Equipe Leite do Cepea, afirma que a produtividade do leite corresponde a 15,9% do valor total da produção agropecuária em relação ao ano anterior, sendo assim, torna visível o potencial que tem o Brasil para seguir adiante.

De acordo com sua fala, ela afirma que o SAG está bastante confiante nos avanços alcançados e que, por meio dele, aumentará a competitividade e as transações serão mais eficientes.

Como o sistema de gestão ERP pode ser útil no sistema agroindustrial do leite

O sistema de gestão ERP é um software que conta com diferentes funcionalidades que irão facilitar o desempenho de todos os processos diários de seu negócio.

Com a implantação do ERP é possível controlar diferentes atividades em desenvolvimento, evitando, assim, possíveis falhas, além de organizar e controlar todas as informações precisas para o gestor e unificar em uma única plataforma diferentes setores, facilitando a comunicação entre eles.

O software é adaptável para qualquer tipo de empresa, dessa forma, é possível ser utilizado por indústrias do segmento lácteo.

Com o uso do sistema de gestão ERP em sua indústria, torna-se prático e simples o monitoramento do andamento e do desenvolvimento de todos os processos de produtividade leitosa, permitindo saber o local e o horário de cada coleta e, também, qual será o seu itinerário.

A Magistech é uma empresa especializada em sistema de gestão para empresas de diferentes segmentos e conta com o sistema de gestão ERP, assim como o Sistema Magis, que é faz coleta de leite para indústrias de laticínios. A Magistech faz questão de oferecer atendimento de qualidade a todos os seus clientes.

POsts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *