Segundo dados, produção de motocicletas avançou 5,1% no primeiro bimestre de 2020

De acordo com a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), a produção de motocicletas no primeiro bimestre chegou a 194,7 mil unidades, mesmo com feriados prolongados (como o Carnaval) e quantidade menor de dias úteis. No total, a produção avançou 5,1% na comparação com o mesmo período de 2019.

A presidência da Abraciclo acredita que o mercado está aquecido devido à maior oferta de crédito, tanto das montadoras como de bancos digitais e instituições financeiras tradicionais.

Vendas no atacado cresceram 3,3% entre janeiro e fevereiro

As vendas no atacado (realizadas de fábricas para lojas e concessionárias) também cresceram durante os dois primeiros meses do ano, chegando a 93,8 mil, ou 3,3% a mais entre janeiro e fevereiro. O bimestre somou um total de 184,5 mil motocicletas, ou 4,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

Produção passa de 100 mil unidades entre fevereiro e março de 2020

Até agora, a produção de motocicletas se mostrou mais positiva no mês de março, com 101,4 mil unidades confeccionadas na cidade de Manaus (AM), o que representa crescimento de 7,4% em relação ao mês de fevereiro.

O aumento da produção em março se deve a alguns fatores decisivos, como maior número de dias úteis, na comparação com fevereiro, além do período de vendas aquecidas. Dos dez fabricantes do setor, associados à Abraciclo, sete observaram crescimento de fabricação no terceiro mês do ano. No acumulado do primeiro trimestre do ano, foram produzidas 296,1 mil motocicletas, o que representa 7% a mais em comparação com o mesmo período do ano passado.

São diversas as vantagens da compra de motos usadas

A venda de carros usados e motos usadas cresce à medida que se mostra altamente vantajosa. Uma moto seminova, por exemplo, pode ser uma opção extremamente positiva para quem precisa de um meio de transporte o quanto antes e não pode gastar muito. Para fazer a compra de um veículo nessas condições, é preciso contar com lojas confiáveis e especializadas no assunto.

Uma das principais vantagens em adquirir uma motocicleta usada está na taxa de desvalorização, que é extremamente inferior à de uma moto zero quilômetro. O nível de depreciação costuma ficar entre 1 a 2% a cada ano de uso, mas tende a ser bem maior em casos de veículos novos (ao tirar o modelo da loja, a perda inicial varia de 4 a 8% do valor, a depender da marca comprada).

O emplacamento da motocicleta é outra questão vantajosa no caso dos modelos usados. A moto usada ou seminova já está regularizada, enquanto a zero quilômetro precisa ser emplacada (o que pressupõe o pagamento de taxas inerentes ao processo).

A questão dos impostos também tem seu peso na hora de optar por uma moto usada, já que um modelo novo implicará o pagamento integral de todos os impostos provenientes de uma compra, como o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e o DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres).

Venda de carros usados: Comprecar oferece variedade de carros e motos pela internet

A venda de carros usados e motos usadas pode trazer diversas vantagens para quem busca formas mais econômicas de obter um meio de transporte próprio. Sendo assim, pelo site do Comprecar, é possível conferir diversos modelos de carros e motocicletas disponíveis no interior de São Paulo.

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!

Deixe um comentário