Pesquisa do IBGE aponta que produção industrial cresceu em 11 dos 15 locais avaliados em maio de 2021

Crescimento na indústria de São Paulo reflete no cenário nacional 

De acordo com dados levantados pela “Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional”, apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no dia 8 de julho, a produção industrial apresentou aumento em 11 dos 15 locais pesquisados na transição de abril e maio. Na cidade de São Paulo, o maior parque industrial do Brasil, o crescimento foi de 3,9%. 

Os outros crescimentos foram em Goiás com 4,8%; Minas Gerais, 4,6%; Ceará, 4,4%; Rio de Janeiro, 4,3%; Mato Grosso, 3,4%; Espírito Santo, 2,1%; Pernambuco, 1,4%; Amazonas, 0,5%; Rio Grande do Sul, 0,3%; e Santa Catarina, 0,1%. Já as retrações ocorreram na região Nordeste, com -2,8%; Pará, -2,1%; Bahia, -2,1%; e Paraná, -1,4%. Em relação à média global, a indústria brasileira avançou 1,4% em maio se comparado ao mês de abril.

Comparação anual

A produção da indústria apresentou crescimento em 12 dos 15 locais analisados em maio deste ano se comparado a maio de 2020, de acordo com o IBGE, que também apontou que o mês de maio de 2021 contou com um dia útil a mais que maio do ano passado, refletindo positivamente na produção. Apesar disso, a explicação central para os resultados altos é a comparação baixa. 

O órgão divulgou que, em maio de 2020, várias plantas industriais estavam paradas por conta da pandemia da Covid-19, o que afetou diversos setores, como os que produzem lubrificantes industriais. O IBGE também apontou que o mês de maio de 2020 mostrou o segundo pior patamar industrial da pesquisa, ficando atrás apenas de abril do mesmo ano.

Indústria de São Paulo cresce 3,9% em maio e influencia no desempenho nacional

O parque industrial de São Paulo, o principal do país, superou a queda de 4,8% em sua produção de abril e apresentou alta de 3,9% no mês de maio. O estado foi a principal causa para o crescimento de 1,4% na produção industrial do Brasil em maio, se comparado a abril. A indústria de São Paulo, que equivale a 24% do total do Brasil, acarreta um bom desempenho nos setores alimentícios e derivados de petróleo, de acordo com o IBGE. Apesar do crescimento observado no mês de maio, não foi o suficiente para recuperar a queda de abril em relação à produção industrial. 

Durante este ano, a indústria de São Paulo apresentou muitos altos e baixos em relação a sua produção devido à restrição no funcionamento ocasionada pela pandemia da Covid-19. No início do ano, apresentou alta de 1,1% no mês de janeiro e, logo em seguida, retração de 1,4% no mês de fevereiro. Em março, teve variação de 0,5%. Os dados do IBGE divulgados também apresentaram uma revisão no desempenho industrial do mês de abril. Anteriormente, foi apresentado que a queda de produção foi de 3,3% na série em relação a março, mas foi revista para 4,8%.

cuecas masculinas

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!