Estudo aponta que Pilates ajuda a aliviar sintomas da TPM

TPM pode trazer sintomas que atrapalham o cotidiano de diversas mulheres, podendo até ser incapacitante

De acordo com estudo publicado no “Complementary Therapies in Medicine”, o Pilates, já conhecido pelas suas vantagens à saúde musculoesquelética, diminui, de forma bastante proeminente, os sintomas da síndrome pré-menstrual (SPM) – também conhecida como TPM (tensão pré-menstrual). A pesquisa é pioneira na análise dos efeitos do Pilates no combate às manifestações dessa tensão. 

Outros estudos já tinham percebido os pontos positivos das práticas esportivas em relação ao alívio dos sintomas da síndrome. A maior parte deles apontou que as mulheres que são mais ativas fisicamente possuíam menos manifestações da TPM quando comparadas com as mais sedentárias. 

Sintomas abalam o dia a dia das mulheres

Os sintomas da TPM abalam o cotidiano das mulheres, sendo percebidos em quase metade do público feminino no momento anterior à menstruação. Geralmente, eles ocorrem 15 dias antes do período menstrual e podem trazer malefícios ao cotidiano. Em casos mais graves, podem ser incapacitantes. Alguns sintomas observados podem ser, por exemplo: ansiedade, irritabilidade, dificuldade em se concentrar, insônia, agitação, retenção hídrica, dor nas costas, mamas e de cabeça, inchaços abdominais, oscilações de humor, náuseas, cólicas, dores osteomusculares e sonolência. 

Vantagens do Pilates

Criada por Joseph Pilates em 1914, a prática do Pilates tinha como objetivo auxiliar na recuperação de soldados feridos durante a Primeira Guerra Mundial. A partir disso, ganhou proeminência global e, atualmente, é conhecida pelas diversas vantagens e benefícios trazidos para o corpo, mente e emoções. Ao praticar os exercícios, a mulher trabalha toda a região pélvica e estimula o relaxamento, diminuindo o mal-estar. O Pilates ainda trabalha força, flexibilidade e equilíbrio, liberando a endorfina – analgésico natural que pode auxiliar na redução das dores. 

Profissionais da área já mostram as vantagens da prática: “Quando pensamos nos principais sintomas da SPM, faz muito sentido que o Pilates possa contribuir para amenizá-los. Ao longo dos anos, muitos estudos apontaram que o método ajuda a reduzir a ansiedade, a depressão e o estresse. Além disso, também melhora o sono e a concentração”, aponta uma fisioterapeuta especialista em Pilates. “A mulher na SPM pode se sentir bastante tensa e/ou irritada. E uma das técnicas que mais ajudam nesses momentos de nervosismo é a respiração profunda, necessária para a realização dos movimentos no Pilates. Além de controlar a respiração, há necessidade de aprender a se concentrar para conseguir fazer os exercícios”, ressalta a especialista.

“Voltar a atenção exclusivamente para si e para os movimentos que precisam ser realizados ajuda a esvaziar a mente e a atingir um estado de equilíbrio e de bem-estar, pontos essenciais para amenizar os sintomas da SPM”, acrescenta.

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!