Mesa com tomates que serão transformado em tomate pelado em lata|Lata de Tomate Pelado em cubos da Olé|Lata de Tomate Pelado em cubos da Olé

Conservas Olé se moderniza e quer apostar no food service para crescer

Quando se fala em comida, a memória afetiva logo vem à tona. Mais do que alimentar o corpo, uma boa refeição cria momentos e histórias.

A Conservas Olé, empresa de alimentos com duas fábricas no Brasil, há 53 anos oferece ao consumidor produtos com qualidade e com um sabor que agrada ao paladar de quem consome.

Desde 2011, a Olé produz, entre tantos produtos, o Tomate Pelado. Com tecnologia 100% italiana, a empresa se preocupa com a escolha da semente que gerará o fruto até o produto final que chega à mesa do consumidor.

Lata de Tomate Pelado em cubos da Olé

“As sementes dos tomates utilizados pela Olé vêm da Califórnia, nos Estados Unidos. O solo desta região americana se assemelha ao solo brasileiro. Com isso a garantia de bons frutos é certa”, comenta Renata Auricchio, diretora-executiva da Conservas Olé.

Além disso, uma das fábricas, que fica na cidade de Morrinhos (GO), recebe tomates plantados em um raio de cerca de 50 quilômetros de distância.

“Essa proximidade entre lavoura e fábrica é importante pois, entre a colheita e o produto final, se passam apenas 15 horas. Isso garante a qualidade do que chega para o consumidor”, explica a executiva. 

Além disso, a Olé possui uma linha específica de produção somente para tomates pelados. Ela conta com a tecnologia flash steam (pelador termofísico), que retira a pele e mantém a mesma condição do fruto in natura

Todos os equipamentos que a Olé utiliza na fabricação do Tomate Pelado são importados diretamente da Itália.

Em 2019, a Olé incrementou a linha de food service com Tomates Pelados Inteiros, em embalagem de 2,5 quilos. Em 2022, foi lançado o produto Tomates Pelados em Cubos, em embalagem também de 2,5 quilos.

“A safra do Tomate Pelado é feita em 70 dias, ou seja, todo o tomate consumido em um ano é produzido neste período. Também em 2022 a Conservas Olé quadruplicou a capacidade produtiva da linha de Tomates Pelados diante do sucesso e aceitação deste produto pelo mercado”, diz Renata. 

A Olé exportava o Tomate Pelado, mas o consumo interno cresceu bastante. Então, atualmente, atende apenas ao mercado brasileiro com o produto, visto que é a única empresa a produzir o insumo da mesma forma e com os mesmos equipamentos utilizados na Itália, onde o produto foi criado.

“A tecnologia utilizada pela Olé não é utilizada em nenhuma outra empresa no Brasil. Portanto, ela é a única em solo brasileiro que faz Tomate Pelado da mesma forma como na Itália”. 

Mas o que tem dentro da embalagem além de tomate?

Além do tomate, são acrescentados sal e um corretor de acidez. Com isso o produto pode ser utilizado em várias receitas, pois se assemelha ao produto in natura. Como a própria Olé costuma dizer, “da natureza para a sua mesa”.

Saiba mais: Comida low carb

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

COMPARTILHAR