Brasil inicia o ano com recorde em unidades consumidoras de energia solar

Fevereiro marcou o mês de recordes para o mercado de energia solar no Brasil. Relatórios apontam que o número de unidades consumidoras subiu para 500 mil no país

De acordo com dados da Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, o ano de 2021 já começou em alta para o mercado da energia fotovoltaica distribuída. Um relatório divulgado pela Associação Brasileira de Energia Solar (ABSOLAR) indica que o país atingiu a marca de mais de 500 mil unidades consumidoras de energia solar, sendo a maioria delas (73,6%) instalada em residências.

Ainda de acordo com a associação, também houve um avanço no uso dessa geração de energia em pequenos comércios, que já respondem por 16,6% de todos os consumidores. Enquanto isso, o setor rural acumula 7%, e a indústria, 2,4%. Durante o período analisado, foram instalados 400 mil novos sistemas solares, fruto de um investimento de R$ 23,1 bilhões. 

Rodrigo Sauaia, presidente da ABSOLAR, mostra-se otimista, mas lembra que ainda há um longo caminho pela frente: “mesmo tendo atingido meio milhão de unidades de consumo, este ainda é um volume pequeno em comparação com o potencial do Brasil, significa apenas que meio por cento dos brasileiros estão fazendo uso da geração distribuída”.

Para ilustrar seu ponto, o profissional comparou o Brasil com a Austrália, outro país considerado continental e que possui grande potencial para a geração de energia elétrica por meio do sol. Segundo Sauaia, o maior país da Oceania tem 2,5 milhões de sistemas instalados, atendendo a uma população de 25 milhões de habitantes. Isso quer dizer que um em cada cinco australianos utiliza a forma de geração distribuída.

Para acompanhar o passo, o Brasil necessitaria ter 20 milhões de sistemas em seu território. Apesar disso, Sauaia lembra que, mesmo em meio à crise, o mercado continuou progredindo e, hoje, está melhor do que nunca: “retomamos a trajetória de antes da pandemia. Nosso maior desafio agora é o câmbio”. Em 2020, o Brasil adicionou 2 gigawatts (GW) ao sistema elétrico brasileiro. Para 2021, especialistas afirmam que a expectativa é de que sejam adicionados mais 3 GW. 

Quais são os benefícios do investimento em energia solar?

A produção fotovoltaica é capaz de gerar uma energia limpa e completamente renovável de maneira eficiente, mas esse não é o seu único benefício. Sistemas como esses são extremamente duráveis – com uma vida útil de até 25 anos – e têm baixa necessidade de manutenção. Por isso, com o barateamento dessa tecnologia e o surgimento de linhas de financiamento para energia solar, a instalação de painéis fotovoltaicos tornou-se um investimento interessante para proprietários que desejam valorizar seus imóveis.

Além disso, o investimento é quitado nos primeiros anos de seu funcionamento, oferecendo uma grande margem de lucro representada pela economia na conta de luz – estudos apontam que a economia na conta de luz de imóveis com energia solar fotovoltaica instalada pode chegar a 95%.

Atualmente, interessados em instalar esse tipo de geração de energia em seus imóveis têm acesso a diversos tipos de linhas de financiamento para energia solar, sejam eles públicos ou privados. Bancos, como o Banco BV, por exemplo, oferecem linhas de crédito que cobrem desde o projeto até a execução, oferecendo condições diferenciadas para pessoas físicas e jurídicas.

O crescimento da energia solar no agronegócio e na indústria

A instalação de energia solar em parques industriais é uma maneira eficiente e simples que empreendedores encontraram de cortar custos e maximizar o lucro de suas operações. Como tais empreendimentos normalmente contam com mais espaço, instaladores têm mais opções para fixar painéis fotovoltaicos onde a incidência solar é maior. 

Muitos empresários enxergam a geração de energia por meio da luz do sol como um diferencial competitivo, já que a preocupação com a sustentabilidade e a consciência ambiental têm sido pautas cada vez mais importantes para consumidores. Dessa maneira, as operações da indústria podem ser classificadas como sustentáveis, valorizando a marca enquanto oferece mais economia.

Tem vontade de trabalhar com energia solar? Veja aqui como abrir uma franquia de energia solar.

cuecas masculinas

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!