ChatGPT

Até agora, o que se sabe sobre o ChatGPT e como ele pode ajudar donos de negócios?

Nas últimas semanas, muito tem sido dito sobre o ChatGPT e o uso da Inteligência Artificial em todas as áreas da vida, especialmente nos negócios. Ainda novo, o assunto tem causado muitas dúvidas entre as pessoas. Por isso, Felipe Pereira, especialista em Marketing Digital e fundador da Revolução Digital, falou um pouco sobre o tema e tira algumas dúvidas recentes sobre o mecanismo.

Felipe Pereira
Crédito da imagem: Felipe Pereira

O especialista destaca que o ChatGPT nada mais é do que uma ferramenta baseada em Inteligência Artificial, na qual, ao conversar com ela e fazer perguntas, são obtidas respostas. 

“Interessante é que a base de informações dela está lastrada em milhões de conteúdos, como páginas da internet, artigos e livros. Com isso, ela consegue interagir com o usuário respondendo a perguntas e resolvendo problemas. Tudo isso de uma forma eficiente, como se fosse uma pessoa bem-informada sobre diversos assuntos te respondendo”, explica o especialista. 

Apesar de a versão atual do ChatGPT ser bastante recente, Felipe menciona que já é possível observar alguns setores da economia que estão se valendo da tecnologia. 

“Eu vejo uma aplicação bastante prática na resolução de problemas de empresas, por exemplo. Imagine que você precise reduzir os custos do seu negócio. Ao perguntar para a Inteligência Artificial, ela te dará uma resposta bastante razoável do que pode ser feito. O mesmo vale para um processo de recrutamento. Você pode pedir ajuda para entender quais são as características de um bom profissional, e assim vai.”

O especialista alerta, porém, que as respostas, apesar de terem consistência, ainda apresentam alguns erros e imprecisões. 

“Agora, independentemente disso, todos os conteúdos são muito coerentes. Então ela nunca vai sugerir algo que não faça sentido. Mesmo que não seja validado, é tudo muito lógico e coerente dentro daquele contexto que a gente pede”, diz Felipe. 

Outra área na qual o ChatGPT pode ser utilizado é o atendimento. Inclusive, já existem plataformas desenvolvendo a integração da nova ferramenta com o WhatsApp. 

“É simples. Você alimenta o mecanismo com informações da sua empresa e dos seus produtos. O cliente em potencial vai conversando com o robô e, baseado nas informações que você forneceu, ele consegue conversar e interagir”, comenta. 

Outra utilização observada por Felipe diz respeito ao aumento da eficiência em tarefas relacionadas à comunicação, por exemplo. 

“Quem precisa pesquisar diversas informações na internet agora tem um grande aliado. Basta pedir os dados em vez de fazer buscas demoradas. Dentro da lógica do algoritmo, ele vai te entregar um material bem coeso.”

Por fim, Felipe destaca o uso criativo da ferramenta. Segundo o especialista, um empresário pode pedir que o ChatGPT contribua com ideias de posts para redes sociais ou até mesmo crie textos de blogs e e-books. 

“Você pode pedir para ele montar um planejamento de aulas de determinados temas. É possível também escrever livros e organizar conteúdos com a ajuda dessa tecnologia, que ainda está começando, é importante dizer”, finaliza.

Confira também: Quando foi criado o whatsapp

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

COMPARTILHAR