Alimentação à base de frituras aumenta o risco de infarto em 13%, segundo pesquisa

De acordo com artigo do The British Medical Journal (BMJ), vários estudos científicos analisando a população norte-americana mostraram que o consumo de alimentos fritos foi associado com o alto risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares. Essas doenças são duas das principais causas de morte nos EUA.

O artigo mostrou, ainda, que as mulheres que consomem porções de alimentos fritos durante suas refeições têm maior risco de vir a óbito por diversas causas (exceto câncer): uma porção de frango frito aumenta em até 13% os riscos de infarto, enquanto que os pescados elevam as chances em 7%.

De onde vem o risco

De acordo com os estudiosos, esse aumento do risco de desenvolver doenças cardíacas pode se relacionar a diversas variáveis, como o consumo de frituras e alimentos ultraprocessados (por seu alto teor de sódio); temperatura do processo; e métodos de cozimento (como fritura e o tipo de óleo usado).

Alimentos preparados em altas temperaturas aumentam o risco de infarto

Ainda sobre a influência dos alimentos preparados a partir de imersão em óleo quente, de acordo com informações publicadas no periódico Nutrition, o hábito de consumir tais preparações pode aumentar os riscos de desenvolver doenças do coração. Não é de hoje que as frituras são consideradas inimigas da saúde cardiovascular devido ao excesso de calorias e ao óleo utilizado durante o processo de preparo.

Além disso, de acordo com as informações da mesma pesquisa, os resultados sugerem mais um problema associado aos alimentos desse tipo: os subprodutos relacionados à alta temperatura que o cozimento demanda.

Os perigos da alta temperatura

Quando a comida demanda óleo em alta temperatura em seu processo de cozimento, o alimento acaba liberando substâncias químicas perigosas, chamadas de contaminantes neoformados (NFCs, como são conhecidas em inglês). Esse conjunto inclui gorduras famosas por aumentar o risco de infarto, como as gorduras trans. Quanto mais alta a temperatura do óleo, mais gorduras trans são produzidas.

O que fazer

Nesse sentido, alimentos ricos em gorduras, como margarinas, queijos amarelos, produtos processados, banhas em geral e carnes gordas devem ser evitados. Não estudos comprovante quantidades segura da ingestão deste tipo de alimento. Além disso, a prevenção de doenças cardiovasculares é um elemento importante na redução de morbimortalidade de infarto e AVC, por exemplo. Visitas periódicas ao médico cardiologista, principalmente para aqueles com fatores de risco conhecidos, devem fazer parte da rotina de acompanhamento. Um dos importantes exames de triagem é o eletrocardiograma (ECG) de repouso, que permite, entre outros diagnósticos, detectar a presença de infarto agudo ou prévio.

Auxílio diagnóstico eletrocardiográfico por meio de aplicativo.

A ECGNOW desenvolveu um aplicativo para viabilizar o telediagnóstico de exames e auxiliar profissionais e estudantes da área da saúde. Por meio do envio de determinadas informações do paciente e imagens do eletrocardiograma, é possível promover a interpretação correta do exame, essencial na prevenção e tratamento de doenças cardíacas. A ECGNOW conta com auxílio de equipe médica especializada e devidamente capacitada para a emissão de laudos de ECG, disponível 24h por dia, sete dias por semana.

Navegue pelo site e veja como extrair o máximo de informações do ECG.

Deixe uma resposta