Estudante escrevendo conforme Novo Acordo Ortográfico

Novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa: o que mudou?

O novo acordo ortográfico assustou muita gente quando começou a ser empregado em 2008 e até hoje ainda gera dúvidas. Entenda mais sobre ele!

O que é o novo acordo ortográfico?

O novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa é um tratado entre os países que formam a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que são: Brasil, Portugal, Angola, Cabo Verde, Moçambique, Guiné-Bissau, Timor-Leste e São Tomé e Príncipe, para definir as regras gramaticais do idioma português e unificar a língua.

Algumas tentativas de acordos ortográficos já haviam sido feitas, mas nenhuma acabou foi posta em prática. 

Em 1931, foi criado o acordo ortográfico luso-brasileiro, que não vigorou; mais tarde, em 1945, foi implementada, em Portugal, a Convenção Ortográfica Luso-Brasileira, mas as mudanças não foram efetuadas no Brasil. 

Em 1986, foram consolidadas as Bases Analíticas da Ortografia Simplificada da Língua Portuguesa de 1945 entre os países do CPLP, com exceção do Timor-Leste, que se tornou independente apenas em 2002.

Mais recentemente, em 2006, com São Tomé e Príncipe e Cabo Verde, o Brasil tentou ratificar o novo acordo, mas Portugal estava resistente às mudanças propostas.

Apenas em 2008, o novo acordo ortográfico foi ratificado pelo governo português, e os países de língua portuguesa puderem ter seu idioma unificado.

O acordo está em vigor desde 2008, e em janeiro de 2016 foi definido como único formato reconhecido da língua no Brasil. 

Para que serve o novo acordo ortográfico

O objetivo do novo acordo ortográfico é unificar a forma como a língua portuguesa é escrita nos países que a têm como idioma oficial.

Até o acordo entrar em vigor, a língua portuguesa era divida entre “português brasileiro e português de Portugal”, isso criava alguns problemas desnecessários, como a necessidade de publicação de materiais, livros e legendas de filmes ou séries nas duas variações.

Como entender

No novo acordo ortográfico o que mudou foi somente a forma escrita, ou seja, você não precisa se preocupar com a pronúncia das palavras, pois esta continuará da mesma forma como aprendeu.

Para entender melhor, siga a leitura e conheça as principais mudanças no acordo ortográfico.

Principais mudanças no acordo ortográfico

Algumas alterações do novo acordo ortográfico são:

  • As letras K, W, Y começam a integrar o alfabeto português. Com essa alteração, nosso alfabeto passa a ter 26 letras ao invés de 23, e palavras como “quilo” passam a ser aceitas como “kilo”.
  • A trema foi abolida da nossa escrita. Para quem já tinha se esquecido dela, a trema são os dois pontinhos em cima da letra “u” que indicavam que deveria ser pronunciado. Estava presente em palavras como “tranquilo”, que se escrevia “tranqüilo”, e “consequência”, que se grafava “conseqüência”.
  • Algumas consoantes mudas também foram removidas das palavras. Essa mudança afeta mais o português de Portugal do que o brasileiro, que não tinha o costume de utilizá-las. Em encontros consonantais como cc, cç, pc, pç e pt, as letras que não são pronunciadas foram abolidas. Exemplo: aflição, se escrevia aflicção, antes de o c não pronunciado ser eliminado.
  • O acento diferencial de paroxítonas com vogal tônica aberta ou fechada foi abolido, por exemplo, a palavra “para” era escrita “pára”, para sinalizar que se tratava do verbo.

Além dessas, há outras mudanças em relação a acentos e ao uso do hífen.

O Universo de Negócios é um divulgador de notícias que está aqui para ajudar quem deseja que seu conteúdo tenha um grande alcance! Publicamos releases e matérias de cunho jornalístico acerca do mundo dos negócios, de marketing e de outros segmentos. O conteúdo passa por revisão textual e verificação das informações, garantindo a credibilidade do portal. Publique seu release conosco!

Confira também: Como aprender escrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

COMPARTILHAR