Estudos apontam que exercício físico ajuda a prevenir os sintomas de ansiedade

Estudos e profissionais da área da saúde apontam que os exercícios físicos podem ajudar a prevenir e amenizar os sintomas da ansiedade

O transtorno de ansiedade é um quadro patológico que se apresenta com alguns sintomas, como a dificuldade para se concentrar, dificuldade para dormir, preocupação em demasia, entre outros.

O psiquiatra do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), Dr. André Brunoni, afirma que os sintomas mencionados podem, ainda, levar o indivíduo a um quadro depressivo, que apresenta sintomas como solidão, tristeza, isolamento, dores, instabilidade de humor, entre outros.

Prevenção da ansiedade por meio da prática de exercícios físicos

Alguns estudos voltados à prevenção do transtorno da ansiedade constataram que o exercício físico ajuda a prevenir os sintomas dessa doença. Os estudos comprovam que o exercício físico regular ajuda a prevenir os sintomas da ansiedade ou a diminuir a intensidade dos sintomas de quem já vive com essa condição.

A informação foi confirmada pela Coordenadora Nacional de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas do Ministério da Saúde, Dra. Maria Dilma Alves. A médica evidenciou que a prática de atividades físicas faz com que os neurotransmissores ligados à parte do cérebro que controla o humor sejam liberados em maior quantidade.

Esses neurotransmissores são a endorfina e a serotonina, que ajudam o indivíduo a realizar funções físicas e psicológicas no dia a dia. A médica também afirmou que a prática de exercícios físicos é ainda mais recomendada para quem possui Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

As taxas de ansiedade no Brasil

O Brasil é um dos países com maior taxa de pessoas com ansiedade do mundo. Em 2020 a informação foi confirmada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), indicando que o Brasil é o país que mais tem pessoas com transtornos de ansiedade e o quinto país com mais casos de pessoas com depressão.

Outro dado trazido pela OMS em 2020 é que cerca de 9,3% dos brasileiros possuem algum transtorno de ansiedade. Segundo especialistas, esse quadro está relacionado ao cenário de pobreza, desemprego, problemas ambientais, estilo de vida em grandes centros urbanos e demais fatores socioeconômicos.

Ainda segundo a OMS, em todo o mundo, cerca de 264 milhões de pessoas têm algum tipo de transtorno de ansiedade. Isso indica uma média de 3,6%, sendo que o número total de casos aumentou 15% entre o ano de 2005 e de 2020.

A OMS também destaca a depressão, doença que afeta cerca de 5,1% das mulheres no mundo e 3,6% dos homens. A principal causa de incapacidade e de suícidio é a depressão. Esses transtornos fazem com que a perda econômica mundial chegue a US$ 1 trilhão.

Os suplementos alimentares

Os suplementos alimentares são compostos por diversos tipos de nutrientes. A Associação Brasileira da Indústria de Suplementos para Fins Especiais avalia que mais da metade dos lares brasileiros possui uma pessoa que consome algum tipo de suplemento. 

A tendência do consumo de suprimentos é mundial e acontece devido a sintomas como cansaço, imunidade baixa, problemas na memória, entre outros motivos. Além disso, os suplementos ajudam a ganhar massa muscular e a emagrecer, especialmente quando as fórmulas estimulam a perda da gordura corporal.

Muitos atletas também utilizam os suplementos para melhorar a performance no dia a dia da rotina de exercícios. Os suplementos podem repor gastos energéticos e melhorar a dieta dos atletas com nutrientes, vitaminas e sais minerais.

A compra de suplementos

O exercício físico, aliado ao suplemento alimentar, pode ajudar o indivíduo a entrar em forma e melhorar sua saúde. Os suplementos são produzidos com diversos tipos de fórmulas e para inúmeras finalidades, sendo que as pessoas podem adquiri-los em empresas do ramo, como é o caso da Corpo Ideal.

cuecas masculinas

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!