Startup HandOver cria modelo de negócio: Licenciamento de Armários Inteligentes

A HandOver é uma startup especializada em soluções com armários inteligentes para logística e outros segmentos que necessitem de uma solução de armazenamento inteligente. A startup inovou ao trazer para o mercado um novo modelo de negócio, o licenciamento de Armários Inteligentes.

O que é o licenciamento de Armários Inteligentes?

O licenciamento é parecido com franquia, porém é um modelo de negócio mais econômico para investir, flexível e de gerenciamento mais independente, ou seja, o licenciado tem mais autonomia para gerir seu negócio.

Licenciar armários inteligentes segue esse mesmo padrão, porém a HandOver também oferece vários benefícios e facilidades para auxiliar o licenciado, desde o processo de negociação até a instalação dos armários, marketing e atração de clientes para o negócio.

Nesse modelo de negócio, o licenciado pode escolher qual o melhor local para instalar os armários, visando a maior rentabilidade para ele.

Como funciona esse processo na prática?

A HandOver conversou com um de seus licenciados, o Juniore de Almeida, fundador da Rio Storage Cube, para entender na prática como foi o processo para se tornar um licenciado de armários inteligentes, e auxiliar outras pessoas que possuem o desejo de empreender na área de tecnologia.

Como o Juniore conheceu a HandOver?

Por algumas vezes, em Niterói, ele precisou utilizar armários inteligentes para guardar alguns pertences, porém pesquisou e não encontrou nenhum disponível. Além da necessidade, percebeu aí uma ideia de negócio e entendeu o quanto esse serviço seria útil para a cidade. Começou, então, a pesquisar e encontrou algumas empresas de armários, uma delas era a HandOver.

Após mais pesquisas sobre a empresa através do site, vídeos e artigos, ele enviou uma mensagem para o Alexandre Tavares, Cofounder & COO da HandOver, para conversar sobre uma possível parceria.

O que chamou a atenção dele nos armários inteligentes, e no serviço de licenciamento?

No início, o que chamou a atenção foi a tecnologia oferecida pela HandOver, o processo de locação pelo aplicativo da startup em que é possível fazer uma locação por hora, dia e até mesmo por mês no armário. Era isso que ele realmente queria naquele momento, a ideia dele “casou” com a solução que a empresa oferece.

Em conversa com o Alexandre, foram  discutidas algumas ideias sobre a operação, de uma forma que fosse vantajoso para ambos, até que o Alexandre fez a proposta do licenciamento, que foi pela qual o Juniore mais se interessou, pois iria rentabilizar conforme sua ideia.

Quais preocupações o Juniore teve no início, antes de implementar os lockers inteligentes em Niterói?

Basicamente, o que todo empreendedor que está iniciando seu primeiro negócio sente: insegurança. Porém fizemos questão de transmitir o máximo de segurança neste início. As conversas foram bem produtivas, e tranquilizadoras em relação a como ele poderia aplicar sua ideia e ao mesmo tempo ter lucro com o negócio.

A experiência que a HandOver já tem no mercado o ajudou a entender que suas inseguranças já tinham sido evidenciadas e corrigidas, além de todo o apoio que oferecemos para facilitar os primeiros passos de um empreendedor iniciante.

Qual a rotina de trabalho do Juniore, e o que fez ele querer ganhar dinheiro com os armários inteligentes da HandOver?

A rotina de trabalho do Juniore é intensa. É enfermeiro-chefe e está todos os dias no hospital. Mas o que fez ele querer ganhar dinheiro com os armários inteligentes foi saber que não precisaria investir 100% do seu tempo no negócio, pois o produto que a HandOver oferece é praticamente autônomo. Outro motivo foi o nicho tecnológico que está disponível ainda mais em uma cidade como Niterói.

Em que momento ele percebeu que Niterói precisava ter armários inteligentes?

A tecnologia em Niterói está muito atrasada, em comparação a cidades próximas como o Rio, por exemplo. E foi mesmo por morar na cidade de Niterói e trabalhar no centro do Rio e perceber que lá existem comodidades que Niterói não tem. E justamente por conta dessa dor, que com certeza é a necessidade de muitos, é que ele percebeu o quanto a cidade precisava de inovações, como os armários inteligentes.

Como foi a conversa com o comercial da HandOver até ele decidir ser um licenciado?

O tempo de conversa durou dois meses. Foi o período necessário para o Juniore entender, pesquisar e estruturar o produto que ele queria aplicar no mercado da cidade de Niterói, e ter a certeza de que a HandOver possuía a solução que atendia a sua necessidade.

A startup HandOver ofereceu uma estrutura completa, com todos os acessórios necessários e ainda enviou alguns benefícios diferenciados para fortalecer a parceria e iniciar a operação, e nas palavras do Juniore: “sem esses benefícios, provavelmente eu não conseguiria”. E essas conversas com o time comercial da HandOver foram muito importantes para dar o impulso e passar a confiança de que ele precisava.

O Alexandre Tavares, juntamente com o Nelson Sauer, CEO da HandOver, foram bem diretos e abertos a ideias para evolução em conjunto, passando a confiança necessária para criar uma parceria saudável.

Quais foram os pontos fortes da negociação que fizeram o Juniore decidir licenciar os armários inteligentes?

A estrutura pronta que a HandOver oferece, a compatibilidade e sinergia da solução da empresa, com a ideia do Juniore, juntando com a tecnologia e a questão do armário inteligente se adaptar a possibilidades que ainda não foram implementadas na operação, mas podem vir a ser.

A HandOver mostrou que a vantagem do licenciamento de armários inteligentes vai além dos ganhos. A startup oferece um produto muito próximo do que o Juniore havia idealizado, e que possui toda a estrutura de algo que ele gostaria de ter em seu primeiro empreendimento, e foi feito todo o possível para dar todo o suporte necessário para iniciar o negócio.

Quais benefícios ele viu nessa operação, tanto pessoais quanto para o shopping e clientes?

Este é o primeiro empreendimento do Juniore e com um negócio que ele se identifica. Além disso, é um serviço que, ele mesmo disse, irá ser muito utilizado.

Para o shopping, as 55 mil pessoas que passam pelo terminal ao lado todos os dias e, consequentemente, pelo shopping, hoje passam reto e vão para suas casas, não parando para fazer compras. Tanto o serviço de clique e retire quanto o de guarda-volumes são serviços que farão com que as pessoas busquem estar no shopping novamente.

Para os clientes, o principal benefício é a disponibilidade que eles terão para utilizar esses serviços quando precisarem.

Qual a expectativa com a operação agora que é um licenciado de armários inteligentes?

“A expectativa é sempre positiva, acho que ninguém investe em algo que acha que vai dar errado. Nós, HandOver e Juniore, acreditamos que é algo que vai crescer muito. E crescendo no shopping, queremos levar os lockers para a praia. Temos certeza de que essa operação na praia irá bombar”.

Quais dicas o Juniore deixou para os próximos licenciados que surgirão pelo Brasil?

Para o Juniore, a área de tecnologia é o futuro e está crescendo, quem não se envolver com tecnologia agora vai ficar ultrapassado, e o serviço de licenciamento com armários inteligentes irá proporcionar estar no centro da tecnologia e no centro das necessidades deste mundo dinâmico. Segundo ele, irá proporcionar também um engajamento social e financeiro bem grande.

Então, para os futuros licenciados, ele sugere que pesquisem, conversem com o time da HandOver, pois é um nicho que está crescendo e tem espaço para todos nesta área. “Não tenham medo, se arrisquem”, motiva Juniore.

A HandOver já tem uma estrutura preparada para auxiliar todos que querem ser licenciados, e o melhor está no serviço diferenciado que oferecem, além de abraçarem ideias, estudá-las e, se possível, colocarem-nas em prática para o benefício do licenciado.”

No site da HandOver, é possível solicitar uma conversa com um especialista para tirar todas as dúvidas sobre a startup e o licenciamento de armários inteligentes.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!