Segundo dados, três em cada quatro viagens comercializadas estão marcadas para 2021

O setor de turismo ainda enfrenta as grandes consequências trazidas pela pandemia do novo coronavírus, mas já se encontra em fase de recuperação. Já existe uma considerável concentração de embarques programados para acontecer no próximo ano, de acordo com a Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo). Três a cada quatro viagens adquiridas ao longo do mês de setembro estão agendadas para o primeiro semestre de 2021, o que significa que muitos brasileiros querem arrumar malas de viagem o quanto antes.

Por volta de 9 em cada 10 operadoras realizaram vendas em setembro

A Braztoa, que representa 90% das viagens turísticas vendidas no Brasil, afirmou que, em setembro, 9 em cada 10 operadoras realizaram alguma venda. Em relação aos destinos domésticos, muitas pessoas pretendem visitar Salvador, Fortaleza, Porto de Galinhas, São Paulo, Gramado e Rio de Janeiro.

Já tendo em vista os destinos internacionais, as viagens mais visadas são para Cancún e Caribe em geral, Orlando, nos Estados Unidos, e Maldivas. Itália, Portugal, Argentina são outros países que registraram boa procura.

Plano de Retomada do Turismo no Brasil é apresentado

A retomada do setor, no Brasil, deverá ocorrer em quatro fases, de acordo com o Ministério de Turismo. O Ministério resolveu, portanto, apresentar um plano de auxílio para retomada durante uma coletiva em Ouro Preto. O Plano de Retomada, que foi construído pelo MTur em parceria com outras organizações do setor, atua em duas frentes: emprego e segurança.

O próprio Ministério do Turismo acredita ser um plano bastante ambicioso. As autoridades envolvidas creem que o setor de turismo terá sua retomada, de fato, nos primeiros meses de 2022, ainda que muitas viagens já estejam sendo vendidas para 2021. Importante notar que, de acordo com IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), entre março e abril de 2020, os primeiros meses da pandemia no Brasil, a atividade turística sofreu queda de quase 70% no faturamento. Em vista disso, o novo Plano de Retomada do Ministério representa uma movimentação.

A retomada, de acordo com Plano de Retomada, inclui as seguintes fases: Retomada, Proteção, Promoção e Incentivo, que foram desenvolvidas levando em consideração o perfil do novo viajante pós-pandemia, que está priorizando segurança, protocolos de higiene e locais abertos, mais arejados.

Turismo doméstico deverá ser pontapé na retomada do setor

O esperado é que a retomada do setor comece pelo turismo rodoviário, ou seja, aquele que as pessoas utilizam os próprios carros para ir a locais mais próximos, de preferência até 300 quilômetros de distância, e com a preferência de destinos de contato com a natureza, como praia e interior.

Estima-se também que esse novo perfil estará mais exigente, no geral, e isso deverá ser levado em consideração pelas agências, operadoras, pela própria rede hoteleira e pelas atrações turísticas.

Brasileiro buscará, em malas de viagem, espaço hábil para viagens curtas

Nas viagens após a pandemia, os viajantes certamente darão prioridade aos destinos domésticos, que possam ser visitados de carro. Nesse sentido, contar com malas de viagem que atendam às necessidades do novo perfil de consumidor será fundamental ao longo do período.

A DELSEY é uma marca francesa que produz malas médias, malas grandes e malas de bordo, que, por serem menores, são mais adequadas às viagens curtas. No site, o consumidor pode conferir todo o catálogo e escolher o modelo que melhor atende às suas necessidades.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!