Segundo dados, o Digital Commerce se tornou cinco vezes maior que o E-commerce

Não há dúvidas de que a época atual é a da Transformação Digital. Esse é um assunto muito comentado, o que faz com que as empresas mudem suas estratégias de negócio e posicionamento, de modo a se manterem competitivas no mercado. Porém, muitos varejistas erram na mudança de estratégia ou não recorrem a ela, e ambas situações são muito perigosas.

Atualmente, uma tendência que cresce muito é a da influência dos canais digitais na jornada de compra do consumidor, fator conhecido como Digital First Retail, seja qual for o lugar em que a compra tiver sido concluída. Tal movimento deve ser muito bem entendido pelos varejistas.

Um estudo recente da Deloitte afirmou que 56% das vendas feitas em lojas físicas passam por um dispositivo digital como, por exemplo, uma pesquisa no Google, a comparação de preços de um celular ou a visita a vários e-commerces antes de optar pela loja física.

Nos Estados Unidos, a Forrester divulgou que as vendas que sofrem influência do mundo digital são 5 vezes maiores do que as vendas online. Logo, compreender a jornada digital é 5 vezes mais importante, hoje, do que ter apenas um bom e-commerce.

Assim, é possível afirmar que a maior parte das vendas de uma loja começa na internet, já que as pesquisas dos produtos são muito comuns para aprender mais sobre eles e comparar os preços. Isso faz com que muitos se perguntem qual é a melhor estratégia para conquistar o consumidor que aprendeu sobre certo produto na internet e decidiu comprá-lo na loja.

 

Micro moments: a solução para esse problema

De acordo com o Google, os micro moments são pequenos momentos importantes na tomada de decisão que acontecem na jornada de compra do consumidor. A empresa deve fazer parte desse momento, e é aí que o investimento em tornar o negócio digital se faz tão importante.

A atual geração de consumo é diferente da antiga, e o será indeterminadamente. Como as buscas já fazem parte do dia a dia dos consumidores, é necessário compreender que a loja deve ser encontrada com facilidade, a apenas um clique ou um toque na tela de distância.

Todas as informações sobre ela são importantes, como o local físico da loja, horários de funcionamento, estoque, catálogo e preços, o que fará toda a diferença nesses minúsculos momentos.

 

Click and Collect: mais uma estratégia que é tendência

Outra estratégia que também pode atender ao que os consumidores desejam e aumentar sua satisfação é o Click and Collect, conceito que consiste na compra do produto através da internet e seu pagamento na loja física. Assim, o varejista aproveita a presença do cliente e pode oferecer itens que sejam úteis, como um carregador adicional para quem acabou de comprar um smartphone, por exemplo.

Boa parte dos varejistas acreditou que apenas ter um e-commerce separado das lojas já seria a solução para seus problemas. Isso pode ter dado certo por algum tempo, mas tal posição de mercado deve ser repensada.

O contato com as marcas não deve existir em apenas um canal, e para oferecer um plano de compra fluido e que funcione corretamente, será necessário integrar todos os canais, tanto digitais quanto físicos, para que a jornada de compra seja mais eficiente. Na maioria das vezes, essa jornada começará na internet.

É certo que o digital commerce é muito mais importante do que o e-commerce ou qualquer outro canal de vendas. Por isso, para oferecer produtos e serviços na era digital mais recente, não há outra alternativa que não o digital commerce.

A otimização de sites, por exemplo, é um serviço essencial para tais necessidades de mercado, afirma a Consultoria Digital, agência especializada em marketing digital.

POsts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *