Saúde dos olhos: uso frequente da tecnologia por crianças provoca aumento de casos de miopia

Utilizar a internet já é um hábito intrínseco à rotina para mais de 80% das crianças e adolescentes do País, de acordo com um levantamento de dados realizado pela TIC Kids Online Brasil. Foi constatado pelo estudo que o excesso de uso de tablets e smartphones é responsável por um crescimento de 18 pontos percentuais na incidência de casos de miopia.

Com relação à presença de menores de idade nas redes sociais, quase 80% das crianças e adolescentes que já utilizam internet diariamente contam com perfis próprios nas redes. O Brasil está em um patamar muito próximo de outros países, como Romênia e Dinamarca. Além disso, por aqui, as crianças entre 9 e 10 anos são as que mais estão presentes nas redes (52%).

Miopia atinge crianças mesmo sem propensão

Independentemente de características fisiológicas (como a cor dos olhos) ou da propensão (casos de miopia na família), ficar horas com os olhos fixos em tablets e smartphones tem levado ao aumento dos casos de miopia. O estudo observou uma maior incidência entre crianças que não eram propensas à doença. 

Além disso, entre as crianças que já usam óculos, a necessidade de retornar ao médico oftalmologista para reparação de grau tem aparecido cada vez mais cedo. O uso intenso de aparelhos eletrônicos cansa as vistas, o que desencadeia uma falsa miopia. Com o passar do tempo, o caso pode progredir para uma miopia real, comprometendo o dia a dia e o rendimento escolar.

Causas

De acordo com o Instituto dos Olhos, na visão, para que olho consiga “ter foco” (responsável pela visão de perto), é preciso haver contração do músculo, em um processo chamado pelos médicos de “acomodação”. Os dispositivos móveis exigem estímulo contínuo de acomodação, que, em crianças, pode acarretar cefaleia, fadiga visual e olho seco. O ato de piscar excessivamente e esfregar o olho são sinais do aparecimento da miopia. 

Quando a criança apresentar os primeiros sinais de que algo não está certo, é imprescindível procurar pelo profissional de oftalmologia. É importante salientar que, de acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmopediatria, nos primeiros dois anos de vida, a visita ao oftalmologista deve ser semestral. A partir de então, é recomendável realizar a visita anualmente.

A limitação de acesso aos celulares

Os pais devem encontrar formas de negociar com as crianças a diminuição de tempo na frente de computadores, tablets e smartphones. Além disso, outra medida preventiva é manter o eletrônico a 30 cm dos olhos, no mínimo. Também, é recomendável manter o computador a uma inclinação de 10/20 graus abaixo do nível dos olhos, e manter a luminosidade ajustada.

Apenas especialistas em oftalmologia podem prescrever o tratamento

Os profissionais de oftalmologia do Hospital Santa Cruz estão aptos e preparados para atender pacientes que estão enfrentando problemas de visão, sejam crianças, jovens ou adultos. Os oftalmologistas do HSC levam em consideração todas as especificidades de cada caso antes de prescrever o melhor tratamento.

Navegue pelo site para conferir todas as informações sobre a equipe de oftalmologia do HSC e acompanhe o blog com notícias e matérias sobre saúde e bem-estar.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *