Porto de Fortaleza carrega bons números em movimentação de cargas em 2020

De acordo com o relatório da Companhia Docas do Ceará (CDC), o Porto de Fortaleza obteve um crescimento no número de movimentação de cargas, totalizando 2 milhões, apenas entre janeiro e maio de 2020. Com isso, o porto cearense registrou uma alta de 13,56% em relação ao mesmo período do ano anterior, comparando 1,58 milhões de toneladas, em 2020, com 1,4 milhões, em 2019.

Crescimento em movimentação de cargas por setor

Os responsáveis pelo aumento da movimentação de cargas no Porto de Fortaleza foram os granéis sólidos, que representam 48% do número de crescimento, além dos granéis líquidos, com 42,6%, e cargas gerais, que correspondem a 9,4%. Portanto, somente de janeiro a maio de 2020, os granéis líquidos obtiveram um acréscimo de 8.890 toneladas entre os meses; e as cargas gerais, 22.677 toneladas de diferença.

Na primeira semana de junho, foram registradas 27.500 toneladas de trigo, 10 mil toneladas de óleo vegetal e 7.600 toneladas de combustível movimentadas. Além disso, estima-se que, durante o mês, o porto receberá 7.500 toneladas de tarugo e 4 mil toneladas de barras de aço, em atendimento ao cliente Gerdau, com 1.900 contêineres com destino à Europa e 21 mil toneladas de manganês para a China.

Há, também, cargas originárias dos Estados Unidos, como 27 mil toneladas de clínquer e 6.500 toneladas de escória, que seguirão do Porto de Fortaleza para o município de Manaus, por meio de cabotagem.

Principais materiais movimentados no Porto de Fortaleza

Segundo a CDC, operadora do porto cearense, o terminal movimentará gasolina, GLP, clínquer, etanol, escória, óxido de magnésio, coque, petróleo bruto, BTX/alcatrão, contêineres e carga de projeto, além do trigo, que é o principal responsável pelo aumento da carga por granéis sólidos.

Além de ser um grão essencial, o trigo lidera o impulsionamento da movimentação de cargas, sendo importado pelos três moinhos cearenses, auxiliando na economia do terminal de Fortaleza, de acordo com a diretora-presidente da CDC.

Porto cearense totaliza de 4,4 milhões de toneladas em cargas movimentadas em 2019

Em 2019, o Porto de Fortaleza obteve um total de 4,4 milhões de toneladas em cargas movimentadas, correspondendo a 48% em granéis líquidos, 41% em granéis sólidos e 11% em cargas gerais. Desse modo, o terminal contou com um acréscimo de 5,67% em relação a 2018, com 95.394 toneladas a mais, atingindo 1,8 milhão de toneladas de granéis sólidos. Enquanto isso, os granéis líquidos totalizaram 2,1 milhões de toneladas no período entre janeiro e dezembro de 2019, e, no geral, as cargas movimentaram 487 mil toneladas.

Dados revelam que o faturamento, em comparação com ano de 2018, foi maior, com o total de R$ 63.276.572,68, em 2019, em relação a R$ 62.420.280,89, resultante do crescimento do reajuste tarifário, além da movimentação de cargas de granéis líquidos e sólidos.

Segurança na movimentação e amarração de cargas

Devido ao constante transporte de materiais que percorrem todo o Brasil, muitos produtos necessitam de equipamentos adequados para a movimentação, como a cinta de amarração de carga, que oferece soluções no transporte de granéis, viabilizando maior segurança. Para isso, empresas de equipamentos para transporte e modais disponibilizam ferramentas para a proteção dos produtos e eficácia do serviço. 

A transportação é favorecida pelo uso de equipamentos próprios para movimentação de cargas, como a cinta de amarração de carga, cinta de elevação, entre outros itens utilizados por transportadoras. A Polifitema contribui para o transporte de produtos, atuando no mercado e disponibilizando equipamentos para a segurança da movimentação das cargas e, também, para a proteção dos materiais.

Veja mais: Imunoterapia Câncer – Mundo Estética – Melhor Vinho

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!