Pesquisa mostra que 80% das empresas brasileiras estão nos estágios iniciais do marketing digital

O estudo inédito “Digital Marketing Readiness”, divulgado pela consultoria McKinsey, com apoio da Aba (Associação Brasileiro de Anunciantes), revelou dados recentes sobre o atual patamar do marketing digital praticado pelas 79 empresas líderes em dez setores.

A pesquisa concluiu que existe um descompasso muito grande entre o nível de conectividade dos brasileiros (que passam cerca de nove horas na internet, contra seis horas dos norte-americanos) e o do marketing digital empregado.

Desequilíbrio gera atraso para o mercado brasileiro

Ainda que seja o país da América Latina que mais investe em marketing digital, ainda assim apresenta 24,4% do total de média, contra 43,5% da média do planeta. O Brasil, hoje, já conta com dois terços de sua população com acesso à internet, porém 80% de suas empresas ainda se encontram nos estágios iniciais do marketing digital (sendo que 23% são iniciantes e 57% são emergentes).

Ao analisar as atividades rotineiras envolvendo o marketing das empresas, a pesquisa observou que 47% dos respondentes se veem como líderes ou ascendentes no aprimoramento dos procedimentos de criação de briefing, e 53% no investimento em ferramentas de uso de redes sociais como caminhos de marketing.

De acordo com a McKinsey, as empresas dão o primeiro passo no marketing digital ainda realizando adaptações de processos sem uso da internet. Mesmo que 40% ou 50% do orçamento de marketing seja direcionado ao segmento digital, os empreendimentos ainda não contam com skills, pessoas, processos e agências que estejam à altura do assunto.

É necessário contar com um time inteiro de pessoal capacitado para tirar proveito ao máximo do marketing digital.

Outra informação destacada no estudo mostra que apenas 20% dos empreendimentos criam e testam novos produtos em conjunto com seu público-alvo, e somente 22% utilizam o método de teste e aprendizado.

Além de que, mesmo o discurso de atuação “data-driven” estando presente nos ideais de muitas organizações, a verdade é que 58% ainda são iniciantes em integração de dados, e apenas 2% usam CDP (Customer Data Platform) e visão 360º, que justo oferecem um acesso fácil aos bancos de dados de toda a instituição.

A McKinsey salienta que 82% das empresas contam com corpo de remuneração fixa não alinhada aos resultados e, agora que o marketing digital se tornou um dos principais apoios para crescimento e lucros, não saber como atuar de maneira mais otimizada é correr o risco de perder espaço para concorrentes mais ágeis.

Fato inquestionável é que a transformação digital e o investimento em ações de marketing na mídia deveria ser pauta prioritária dos CMOs, assim como tem sido dos CEOs. É preciso que o tema seja tratado de forma sistemática, pois o mercado publicitário, por mais que receba muito financiamento e esteja cheio de discursos, não está implementando o marketing digital como deveria.

Otimização de sites se dá de forma aprimorada com assessoria de marketing digital

A Consultoria Digital é uma agência de marketing digital que oferece aos seus clientes consultoria de marketing digital para prover a otimização de sites que um e-commerce precisa para se consolidar no mercado.

A agência ainda conta com projetos de assessoria de marketing digital para pequenas empresas e ferramentas de SEO para tornar o site mais relevante no ranking de pesquisas realizadas em páginas de buscas (Google, por exemplo).

Navegue pelo site para saber mais sobre a Consultoria Digital e seu serviço de otimização de sites.

POsts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *