No Brasil, ensino à distância se torna tendência e ganha maior relevância no País

Um dos fatores que levou mais pessoas a optarem pelo Ensino à Distância (EaD) foi a pandemia da covid-19, contribuindo, inclusive, para a formação de gestores públicos. Em decorrência do isolamento social ocasionado pelo novo coronavírus, trabalhadores se viram obrigados a trabalhar e a estudar em casa. Com isso, as instituições de educação passaram a fornecer cursos e especializações via plataforma online.

Cursos à distância ganham destaque por ser solução durante a quarentena

Os cursos oferecidos à distância já vinham ganhando espaço devido à praticidade e flexibilização de horários, e isso se tornou ainda mais evidente durante a quarentena. De acordo com a instituição Catho Educação, houve 70% de aumento nas matrículas para cursos à distância entre 21 de março e 6 de abril deste ano. O interesse por cursos EaD aumentou em torno de 45%.

Parte dessa alta se deve pela demanda contínua por especialização, já que trabalhadores e funcionários públicos buscam capacitação mesmo em tempos de crise. Tendo em vista que o conhecimento é fundamental para desenvolver um bom trabalho e alcançar uma carreira de sucesso, há inúmeras pessoas conciliando os afazeres diários com a qualificação, dessa forma, buscando uma melhor colocação profissional.

EaD é tendência em constante crescimento no setor de educação

Como visto, a pandemia teve papel significativo no aumento de interesse e de matrículas em cursos EaD, mas é importante ressaltar que essa modalidade de ensino já vem mostrando força há tempos. De acordo com dados do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), coletados no Censo da Educação Superior 2018, o País já conta com mais vagas disponíveis na modalidade à distância do que na presencial.

O levantamento indicou a existência de 7,1 milhões de vagas para cursos de ensino à distância contra 6,3 milhões de opções presenciais. Outro indicativo importante do estudo diz respeito ao fato de que, em 2018, 40% dos matriculados em cursos superiores optaram pelo EaD como método de estudo. Além disso, entre 2017 e 2018, houve aumento de mais de 50% nas matrículas em cursos remotos.

Cursos online são ótima oportunidade para formação de gestores públicos

Os cursos online são uma ótima oportunidade de formação de gestores públicos e capacitação continuada para quem busca se qualificar e estar devidamente apto a desenvolver funções dentro da Administração Pública.

Nesse sentido, o IBEGESP (Instituto Brasileiro de Educação em Gestão Pública), uma instituição de ensino sem fins lucrativos, surgiu para fornecer os meios de adquirir educação continuada na formação de gestores públicos e em outros setores da Administração Pública através de cursos com profissionais da área. Algumas opções, inclusive, são totalmente online, tais como:

  • Formação de Gestores Públicos: Desenvolvimento de Competências e Capacitação para o Mercado de Trabalho;
  • Elaboração de Projeto Básico, Memorial Descritivo e Termo de Referência – Online/Ao vivo;
  • Compras Públicas: Planejamento e Procedimentos – EaD;
  • Sindicância e Processo Administrativo Disciplinar – Online/Ao vivo;
  • Gestão de Faturamento do SUS – Online/Ao vivo.

Ao navegar pelo site, é possível conhecer mais sobre o IBEGESP e conferir todas as informações sobre os cursos EaD para formação de gestores públicos disponíveis na plataforma.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!