Municípios do Brasil têm volumes de leite acima de 6 mil litros por vaca e chegam ao padrão europeu de produção

Em 2018, a produção de leite no Brasil cresceu 1,6%, sendo o primeiro ano de crescimento do setor desde 2014, quando foi produzido o total de 35, 1 bilhões de litros. No Brasil, a produção de leite ainda é modesta e continua em um patamar relativamente baixo em relação a outros países. Contudo, ainda assim, houve um aumento significativo que deve ser destacado.

O cenário nacional é superior a outros países. São mais de 350 municípios brasileiros que apresentam uma produtividade superior à da Nova Zelândia, que, atualmente, produz 4 mil litros por vaca. Em alguns municípios, os números são ainda maiores (acima de 6 mil litros por vaca), o que se equipara ao nível de produção da Europa.  

A produção de leite no Brasil já ranqueia entre os três maiores produtores mundiais, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da Índia. Segundo especialistas da Embrapa, o país precisa ser mais competitivo para melhorar a sua posição no mercado internacional. 

Ainda não foram divulgados oficialmente os números de 2019, mas o setor está otimista e aposta em um crescimento superior ao do ano anterior, mas com uma variação entre o primeiro e o segundo semestre. 

No primeiro semestre de 2019, houve um aumento de 5% no volume de leite em relação ao mesmo semestre do ano anterior. Isso ocorreu devido à greve dos caminhoneiros que impactou na produção e na boa relação comercial que o produtor tem ao realizar a troca do produto.

O setor está com expectativa em relação ao crescimento da produção de leite no ano de 2020 

O ano de 2018 foi desanimador para os produtores de leite. O setor encerrou o ano praticamente paralisado, com crescimento de apenas 0,5%. Já no ano de 2019, o setor não tem muito do que reclamar, mesmo que o crescimento não tenha sido muito grande. O valor do leite pago ao produtor girou por volta de R$1,36.

Os especialistas não esperam um crescimento muito grande para o ano de 2020. Contudo, ainda assim, os sinais de melhora na economia apontando para o fim da crise fazem com que o setor esteja com expectativas positivas. 

De acordo com o analista da Embrapa Gado de Leite, Denis Teixeira Rocha, as previsões de crescimento do PIB para o ano de 2020 apontam para uma alta de 2,3%. O número ainda é considerado baixo, mas, segundo ele, é a melhor estatística dos últimos seis anos. 

Para que o crescimento aumente nos próximos anos, é preciso investir em tecnologia para o setor. A retrospectiva do ano anterior mostra a importância de se solidificar a atividade leiteira e, para isso, é preciso investimento. 

É muito importante para a saúde financeira do seu negócio escolher sempre a solução mais adequada em termos de tecnologia. Sendo assim, é essencial implantar um sistema para laticínios

A Magistech é uma empresa especializada na instalação de sistema de gestão e apresenta as melhores soluções para a área de produção de leite. A empresa tem como principal objetivo ofertar a todos os seus clientes as melhores soluções tecnológicas para auxiliar no crescimento do setor.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *