Movimentação de cargas tem aumento de quase 3%, segundo Docas do Rio

Segundo dados da Gerência de Inteligência de Mercado e Estatística, da empresa Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), a instituição fechou os três primeiros meses de 2019 com 2,8% de crescimento, apresentando um movimento de 13.949.128, resultado semelhante ao mesmo período do ano de 2018. 

Os granéis são os principais responsáveis por 84,4% de toda a movimentação. Vale lembrar que, dentro dessa categoria, os destaques ficam para o ferro gusa e o trigo, manipulados no Porto do Rio de Janeiro, e, também, minério de ferro e carvão, operados no Porto Itaguaí.

Em 2018, o Porto do Rio contou com uma movimentação de 1.674.980 toneladas, aumento de 2,4% relacionado ao 1º trimestre. Esse avanço se deu por conta da carga conteinerizada e granéis sólidos que registram 58% e 26%, respectivamente, de todo o movimento portuário. 

Segundo o levantamento, houve aumento de 14% na movimentação de contêineres no terminal, se comparado com os três primeiros meses do ano passado, se sobressaindo diante de um crescimento de 58,8% na importação de longo curso de contêineres compostos da arrendatária libra.

Se considerar toda a movimentação de 2018, o Porto de Itaguaí teve registro de 2,9%. Ficando o destaque para o aumento de 6,2% sobre todo o movimento de granéis sólidos, que respondem por 92% da circulação total de cargas no Porto. Já no caso dos contêineres, houve queda de 24% em toneladas. 

Tipos de transportes de cargas e a importância do uso de equipamentos adequados 

A economia mundial move-se por meio do transporte de cargas, por essa razão, as empresas têm a necessidade de investir em equipamentos que oferecem segurança tanto para o produto transportado como para a pessoa responsável por fazer a carga chegar ao destino sem nenhum problema. 

Hoje, com os avanços tecnológicos, todo esse processo ficou mais fácil, até porque existem diversas empresas especializadas em diversos tipos de transporte de cargas.

Transporte rodoviário

Esse tipo de transporte está destinado a transportar cargas do tipo a granel, frigorificadas e, também, as que apresentam perigo (gases, líquidos inflamáveis, substâncias oxidantes e venenosas, sólidos inflamáveis, entre outras). 

Transporte ferroviário

Já o ferroviário está voltado para transportar volumes grandes, como, por exemplo, produtos agrícolas e minérios. 

Transporte aquaviário

Quanto a esse, o transporte se dá através de barcos e navios, ele pode transportar diversos produtos, desde automóveis, grãos de cereais, entre muitos outros.

Transporte dutoviário

Esse tipo de transporte tem como objetivo conduzir as mercadorias por meio de canos e tubos cilíndricos ocos, além disso, conduz os produtos de modo seguro para longas distâncias. Vale lembrar que esse tipo de serviço é realizado conforme as normas internacionais. 

Transporte aéreo

Os aviões são grandes aliados e facilitadores no caso de transporte de emergência. São transportados por meio dele itens como: objetos frágeis, produtos eletrônicos, peças de reposição, suprimentos e insumos para estoques industriais e outros. 

Para que essas e outras empresas do setor possam permanecer em um mercado que, a cada dia, a competitividade é maior, é necessário que os equipamentos utilizados por elas no transporte de cargas sejam altamente resistentes e de boa qualidade, já que isso facilita o trabalho do colaborador e lhe garante maior segurança durante todo o processo.

Atualmente, existem diversas empresas que comercializam os mais variados equipamentos, basta escolher o que mais atende às expectativas do seu negócio.

A Polifitema é uma empresa especializada em diversos equipamentos para movimentação e elevação de cargas, como o gancho para amarração de cargas. Seu principal objetivo é oferecer aos seus clientes equipamentos desenvolvidos com a mais alta tecnologia, de modo a superar todas as expectativas.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *