Mastologia: Dr. Guilherme Novita Garcia e o combate ao câncer de mama

Quem é Guilherme Novita Garcia?

O Dr. Guilherme Novita Garcia é um dos maiores especialistas em Mastologia do Brasil. Com uma formação acadêmica admirável, o doutor já atua na medicina desde o ano 2000, e a partir de então, sempre buscou aprender mais e mais sobre o assunto, de modo a poder atender às suas pacientes com excelência.

 

O que faz o Doutor Guilherme Novita Garcia?

O Doutor Guilherme Garcia Novita atua como médico mastologista no setor de Mastologia da Disciplina de Ginecologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) desde o ano de 2006, atendendo às pacientes da rede pública da saúde.

Guilherme também trabalha como coordenador do Serviço de Mastologia no Hospital Municipal do Campo Limpo, atuando como responsável pelo atendimento em Mastologia às pacientes da rede pública de saúde e também pela formação na área de Mastologia para os residentes de Ginecologia e Obstetrícia da instituição.

O Dr. Guilherme Novita Garcia também atua como mastologista no hospital Pérola Biyngton, prestando atendimento como médico na área de Mastologia.

Além disso, desde janeiro de 2011, o Doutor atua como assessor especial da presidência da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), instituição da qual faz parte da equipe de diretoria. De 2006 a 2010, Guilherme Novita foi colaborador da Sociedade Brasileira de Mastologia – Regional de São Paulo.

O Doutor também trabalha como professor dos alunos da FMUSP, bem como dos residentes do HCFMUSP para os temas que estejam relacionados à Mastologia.

 

Estudo e qualificação de Guilherme Novita Garcia

O Doutor Guilherme Novita Garcia concluiu os estudos em Medicina pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) no ano de 1999. De fevereiro de 2000 a janeiro de 2003, fez Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia no HCFMUSP. Posteriormente, de fevereiro de 2003 a janeiro de 2005, Guilherme Novita fez Residência Médica em Mastologia no HCFMUSP.

Depois disso, o Doutor passou a estudar no Instituto Europeu de Oncologia, em Milão, na Itália, instituição em que realizou especialização em Câncer de Mama entre 2005 e 2006. A instituição é coordenada pelo Professor Umberto Veronesi, que é considerado o precursor da Mastologia moderna.

No ano de 2010, depois de elaborar uma dissertação sobre câncer de mama, o Doutor Guilherme Novita Garcia recebeu o título de Mestre em Ginecologia pela FMUSP.

 

Qual a experiência do Doutor Guilherme Novita Garcia?

A formação do Doutor Guilherme Novita Garcia foi no ano de 1999, ou seja, ele já possui mais de 18 anos de experiência na área da medicina, o que ressalta seu amplo e profundo conhecimento sobre o assunto.

Sua atuação com as áreas de Ginecologia e Obstetrícia iniciou-se no ano de 2000, ao passo que a Mastologia está mais diretamente relacionada à sua carreira desde 2003, quando iniciou sua Residência Médica na área, ou seja, já são mais de 14 anos de experiência no assunto.

Além disso, outro ponto que deve ser ressaltado é o fato de que o Doutor Guilherme Novita Garcia estudou fora do país de 2005 a 2006, o que certamente agregou muito para a sua carreira profissional.

 

Guilherme Novita Garcia e o câncer de mama

Já faz mais de 13 anos que o Dr. Guilherme Novita Garcia concluiu sua residência em Mastologia no HCFMUSP, o que é um longo tempo de experiência na área, além da especialização em Câncer de Mama em Milão, concluída há mais de 12 anos.

Durante todo esse tempo, o Doutor pesquisou bastante sobre o assunto e aprendeu muito sobre ele, tanto na parte teórica quanto na prática, o que fez com que ele se tornasse em uma referência nacional sobre o assunto.

O Doutor Guilherme Novita Garcia atuou como editor do livro “Doenças da Mama – Guia Prático Baseado em Evidências”, que foi publicado pela editora Atheneu no ano de 2011. Assim, seu nome está escrito na literatura nacional sobre o câncer de mama.

 

O que é Mastologia?

A Mastologia é uma área da saúde dedicada ao estudo das glândulas mamárias, seja para o tratamento de doenças, prevenção, reabilitação dos pacientes ou diagnósticos de enfermidades.

Para tornar-se um médico Mastologista, os interessados devem primeiro se formar em Medicina e, depois, fazer de 2 a 3 anos de residência médica, cirurgia geral ou toco-ginecologia, ou seja, é preciso investir muitos esforços na carreira.

Felizmente, o Brasil é um país referência no que tange aos estudos da Mastologia com o Doutor Guilherme Novita Garcia como um de seus principais representantes.

 

A importância da prevenção do Câncer de Mama

Prevenir o Câncer de Mama é muito mais eficiente do que não se preocupar com o assunto e, depois, ter que correr atrás de um tratamento que poderia ter sido simplificado.

Embora não seja possível prevenir primariamente o câncer, é possível fazer prevenções constantes, de modo a identificar a doença enquanto ela ainda está em seu estágio inicial e, assim, conseguir tratá-la de modo a ter 100% de sucesso em sua recuperação.

Os sintomas do Câncer de Mama podem ser tardios, como nódulos nas mamas, saliências nas mamas ou axilas, mudanças no tamanho e formato das mamas, retrações na pele e no complexo aréolo-mamilar (bico do seio), além de secreções papilares espontâneas.

Tais sinais são alguns dos que possivelmente podem deflagrar o Câncer de Mama, embora tê-los não signifique que a paciente realmente possui a doença. Para um diagnóstico assertivo, é essencial realizar um exame de radiografia.

 

Doenças benignas de mama

Muitas pessoas podem não saber disso, mas a maioria das afecções mamárias é benigna. Ainda assim, o Câncer de Mama é bastante presente nas mulheres brasileiras, com a neoplasia maligna sendo a causa mais comum, com exceção dos tumores de pele não melanocíticos.

É atribuição fundamental de um bom profissional saber diferenciar doenças mamárias malignas das benignas. No primeiro caso, o tratamento deve ser feito de acordo com a avaliação de cada paciente, ao passo que, no segundo, deve-se tranquilizar a paciente e tratar o problema quando for necessário.

A chance de que as doenças benignas de mama incidam sobre as pacientes começam na segunda década de vida, com pico entre a quarta e a quinta, diferente do que ocorre com as doenças malignas, que são mais comuns depois da menopausa.

 

Guilherme Novita Guilherme Novita Guilherme Novita

 

 

 

Este artigo do Universo de Negócios teve como finalidade apresentar a carreira do Doutor Guilherme Novita Garcia e, além disso, tratar sobre a Mastologia e as doenças de mama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *