Home office e a epidemia de dor nas costas

O Google Trends, ferramenta de análise de tendências do buscador, apontou o aumento de 76% nas buscas por “dor nas costas”. O home office foi a solução adotada por muitas empresas durante o isolamento social e irá permanecer, mas o novo modelo de trabalho está afetando a saúde dos trabalhadores.

Sem uma cadeira adequada, estrutura de escritório, sentar-se incorretamente, passar muito tempo à frente do computador, usar o celular com postura inadequada e o sedentarismo na quarentena estão por trás do desconforto. Por isso, é importante saber o que você pode fazer para se prevenir.

A dor na coluna afeta mais de 20 milhões de brasileiros e está entre as principais causas de ausência ao trabalho e de afastamentos pela Previdência Social, liderando as aposentadorias por invalidez. As lombalgias também ocupam segundo lugar entre as queixas que chegam aos consultórios médicos. Os números mostram como a situação clínica afeta de forma relevante a qualidade de vida dos brasileiros. Segundo pesquisa do IBGE, 18,5% da população sofre com dores crônicas na coluna.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) estima que cerca de 37% da população brasileira vai ter lesões na coluna cervical, somente pela má postura no uso do aparelho celular, com a cabeça abaixada.

Como ajustar a postura para usar o computador sem prejudicar a coluna?

Home office e a epidemia de dor nas costas

Dr. Haroldo Chagas, neurocirurgião, cirurgião da coluna vertebral e chefe do serviço de neurocirurgia do Hospital Federal da Lagoa (RJ), explica que as pessoas passam horas por dia em frente ao computador – e muitas vezes sem perceber a postura corporal – a má postura causa problemas principalmente na coluna vertebral, e essa é a principal causa de dores na coluna relacionadas ao trabalho. Durante a rotina de trabalho, o cansaço e as dores no corpo podem ainda comprometer a sua produtividade.

Para amenizar o problema, ele sugere algumas dicas:⠀

  • Sentar-se sobre os ísquios (os ossos pontudos da bacia, localizados na transição entre os glúteos e o púbis). Se necessário, pode-se apalpá-los – mas, para saber com precisão, é preciso se sentar e procurar encostar esses ossinhos bem no chão.
  • Alongar-se. Pescoço, braços e mãos devem ser alongados para preparar o corpo para o uso do computador.
  • Ao se sentar em uma cadeira, os pés devem se apoiar firmemente sobre o chão. Utilizar um banco pequeno ou suporte para os pés, se necessário, caso o assento esteja muito elevado. O importante é que os joelhos fiquem num ângulo de 90 graus. Isso tira a sobrecarga da lombar.
  • Verificar se a altura da mesa e a cadeira estão bem ajustadas. Os antebraços devem ficar bem apoiados na mesa. Caso a mesa não tenha a profundidade correta para os braços, poderá usar um apoio para antebraços.
  • Os cotovelos devem permanecer levemente esticados.
  • Os ombros devem ficar confortáveis, sem tensão.
  • Os olhos devem estar “na linha do horizonte” sem que precise abaixar ou levantar o pescoço para ver a tela. O ideal é que, para visualizar a tela, apenas abaixe os olhos.
    • Pequenas pausas de 5 minutos são essenciais a cada hora de trabalho. Essa atitude recoloca a coluna na posição correta ao se levantar.

Localizado em: Botafogo Medical Center.

Endereço: Rua Dona Mariana, 143 – 2° andar. Sala B23 e B24. Botafogo, Rio de Janeiro (RJ), 22270-000.

Site: https://drharoldochagas.com.br/home/

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!