Exportações do agronegócio brasileiro chegaram a US$ 5,8 bilhões em janeiro de 2020

As exportações realizadas pelo agronegócio brasileiro se mantiveram em US$ 5,8 bilhões em janeiro, o que demonstra queda de 9,4% em comparação ao mesmo período de 2019. A soja é a principal responsável pelo recuo, já que teve uma média de 42% menos desembarques para a China. Os dados foram revelados pelo Ministério da Agricultura. 

Em 2019, o total de soja exportada ficou em cerca de 2 milhões de toneladas, e a China levou 1,9 milhão desse montante para casa. Já no primeiro mês de 2020, a soja rendeu 1,5 milhão de toneladas, e a China comprou 1,1 milhão, segundo dados recentemente revelados. 

A soja é o principal produto exportado pelo país, e as vendas em janeiro deste ano foram prejudicadas por colheitas atrasadas em relação ao que foi produzido no mesmo período do ano passado, além de recuo das compras da China, principal importador da oleaginosa. 

Bom desempenho de 2019 foi resultado de questões geopolíticas

O recorde de vendas pelo Brasil em 2019 foi resultado da guerra comercial sino-americana. Neste ano, no entanto, os EUA já assinaram acordo comercial fase 1 com a China, o que melhorou as transações comerciais entre ambas as nações. 

Produtos que tiveram bom desempenho

A queda nos preços dos produtos produzidos pelo agronegócio chegou a 7,4%, sendo uma dos principais responsáveis pela queda das vendas para fora do país em janeiro. De acordo com a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, as vendas de carnes, tanto suína quanto bovina e de frango, de algodão e de açúcar ajudaram a compensar um pouco a queda da soja.

Carnes

As carnes tiveram parcela de 23,2% de tudo o que foi exportado, rendendo US$ 1,35 bilhão (crescimento de 30,9%). A principal carne exportada é a bovina, que trouxe US$ 631,5 milhões, o que representa melhora de 38,1%. Tanto em volume quanto em valor exportado, os dados são recordes para o mês de janeiro. 

A carne suína também teve seu papel de destaque, com aumento de 80% do valor de exportação, chegando aos US$ 163,30 milhões, um montante de 67,7 mil toneladas (aumento de 42%). A carne de frango teve alta de 17%, somando US$ 522 milhões. 

Algodão

A exportação do algodão (não penteado e nem cardado) foi responsável por deixar os produtos têxteis em quinto lugar entre os mais exportados pelo agronegócio. As vendas desses produtos aumentaram 144,2%, somando US$ 484,80 milhões. Isso aconteceu em decorrência do aumento de mais de 168% da quantidade que foi vendida, um recorde de quase 309 toneladas. 

Açúcar

As exportações de açúcar subiram 55,8%, somando US$ 470,25 milhões, chegando a 1,6 milhão de toneladas, o que configura aumento de 50,4%. A quantidade está abaixo do recorde de vendas que aconteceu em janeiro de 2015, quando o país exportou 2,4 milhões de toneladas. 

Magistech traz as vantagens do sistema ERP para o agronegócio

O sistema ERP da Magistech utiliza de alta tecnologia para integrar as atividades, processos e ações do agronegócio e a indústria do leite, proporcionando o que é necessário para uma gestão mais eficiente e inteligente. 

O sistema para agronegócios da Magistech traz soluções para ampliar a capacidade gerencial e permitir o gerenciamento de atividades de grande complexidade. Navegue pelo site para conhecer tudo sobre o ERP da Magistech.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!

Deixe uma resposta