Dores nas costas: um problema que acomete quatro em cada dez pessoas

Segundo uma pesquisa feita no Hospital das Clínicas de São Paulo, quatro em cada dez pessoas são acometidas por dores nas costas e na lombar. 

Dados do INSS corroboram com essa realidade: segundo o órgão, 116 mil pessoas foram afastadas do trabalho por esse motivo em 2016. Esses afastamentos são comuns principalmente entre trabalhadores jovens, abaixo de 45 anos. 

Diversos fatores podem entrar em ação para que tal quadro, chamado de lombalgia, se desenvolva. No entanto, a má postura e lesões causadas por levantamento de pesos excessivos estão entre as principais causas das dores, sendo interessante buscar clínicas de fisioterapia em SP, por exemplo, para solucionar o problema.

O que é lombalgia? 

A lombalgia é caracterizada por uma forte dor na região inferior das costas, podendo irradiar-se para as pernas, nádegas e ombros. Entre suas causas, estão a má postura, o levantamento inadequado de cargas pesadas, falta de exercícios e doenças crônicas, como a artrite. 

Dores nas costas, ao contrário do que muitos possam pensar, é um sintoma, não uma doença por si só. Normalmente, a dor lombar é um indício de que há algum problema maior, seja de origem pontual ou crônica. 

Entre os tratamentos possíveis para tal condição, estão os medicamentosos, sessões de fisioterapia e cirurgia – indicada apenas em casos específicos. No entanto, um diagnóstico acertado ainda é a melhor ferramenta para que o paciente tenha sucesso em seu tratamento, uma vez que as origens da lombalgia podem ser diversas. 

Como prevenir dores nas costas? 

Dores na lombar podem ser muito debilitantes. Na maioria das vezes, além de impedir que o indivíduo exerça suas funções profissionais, também pode limitar muitas das suas relações familiares e sociais. É possível, porém, adotar práticas saudáveis para prevenir tal quadro:

Prática regular de atividades físicas 

Esse hábito é importante não apenas para evitar dores lombares, mas também na luta contra a lombalgia. Praticar exercícios, principalmente aqueles que fortalecem a musculatura lombar, é de suma importância. Além disso, manter-se ativo é uma prática capaz de eliminar hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar e diminuição de dores.

Atenção aos limites do corpo

É comum para praticantes de musculação, por exemplo, que haja um exagero nos pesos usados. Extenuar essa musculatura pode causar lesões e, consequentemente, dores nas costas. 

É importante, portanto, atentar-se às recomendações dos profissionais de educação física para que haja uma progressão natural na intensidade dos exercícios, eliminando os riscos de lesões. 

Alongamentos são fundamentais

Nem todas as rotinas de trabalho envolvem atividades pesadas. No entanto, aqueles que trabalham sentados, ou na mesma posição por longos períodos, também estão sujeitos às dores lombares.

Nesses casos, é importante que pausas para o alongamento dos músculos sejam feitas sempre que possível. 

Consciência de movimentos

Desenvolver a prática de prestar atenção em como se move o corpo é muito importante. Alguns movimentos, como agachar-se ou levantar-se, podem ser prejudiciais, se feitos abruptamente. 

É indicado, assim, que se utilize a força das pernas e do abdômen nesse processo, a fim de evitar lesões. 

Adeque o ambiente às necessidades pessoais

A ergonomia é a prática de adaptar o ambiente e deixá-lo mais confortável e funcional. Existem muitos fatores que podem ser pensados e melhorados por meio da aplicação de práticas ergonômicas, como, por exemplo, a postura do indivíduo e os movimentos repetitivos. 

Cadeiras desconfortáveis e mesas altas demais, por exemplo, devem ser substituídas por peças que promovam um conforto maior. Essa prática, além de aumentar a produtividade, previne lesões e acidentes.

Como tratar dores nas costas?

Para que um tratamento seja iniciado, é importante encontrar profissionais capacitados, que entendam o quadro apresentado e ajudem o paciente a buscar novos meios para ganhar mais qualidade de vida. 

O tratamento para esse tipo de problema pode ser feito com a aplicação de técnicas fisioterapêuticas, como o uso de aparelhos para alongamento da musculatura, correção postural e massagens para liberar a tensão dos músculos, podendo promover um alívio imediato. 

A SM Care pode ajudar

A SM Care é uma das principais clínicas de fisioterapia em SP, especializada no cuidado e tratamento de dores de diversos tipos, incluindo aquelas causadas por maus hábitos de postura, lesões e doenças crônicas. 

A empresa oferece serviços de RPG, Pilates e tratamentos para pós-operatório. Em seu quadro de funcionários, estão fisioterapeutas qualificados e prontos para solucionar problemas, como a lombalgia e dores agudas.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!