Dados apontam que 338 mil veículos usados foram financiados em fevereiro de 2021

Dados da SNG mostram que o mercado de carros usados sofreu o menor impacto do segmento, mesmo em meio à evolução da pandemia. Especialistas apontam para as vantagens da negociação de carros usados e seminovos, prevendo uma alta no mercado para os próximos meses

Dados divulgados pelo Sistema Nacional de Gravames (SNG) – base de dados privada que gerencia restrições financeiras incluídas sobre veículos automotores no Brasil – apontam que do total de 458 mil veículos financiados em fevereiro de 2021, 338 mil deles eram usados, enquanto apenas 120 mil se caracterizavam por unidades zero quilômetro. Em média, o volume de financiamentos teve um crescimento de 1,6% e 0,6% nas categorias de veículos usados, considerando-se os meses de janeiro de 2020 e 2021, respectivamente.

Tatiana Masumoto Costa, superintendente da B3, empresa que opera o SNG, aponta para a importância do mercado de usados na movimentação do setor: “Os veículos usados, assim como observamos em janeiro, seguem representando a maior parcela das vendas a crédito”. A especialista continua: “Considerando o mercado total, a média de financiamentos em dias úteis foi praticamente a mesma do mês passado e de fevereiro de 2020, com volumes de, respectivamente, 25,4 mil veículos e 25,3 mil”.

“Setembro foi o primeiro mês após o início da pandemia que apresentou crescimento em relação ao mesmo período do ano passado. O comparativo com os anos anteriores e com o mês de agosto mostra que setembro representou uma retomada importante no que se refere a financiamentos de veículos no país”, explica Masumoto. 

De acordo com Ilídio dos Santos, presidente da Federação Nacional das Associações de Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), o mercado de carros usados sofreu menos com a crise porque muitos proprietários decidiram vender seus veículos por modelos de menor valor, a fim de maximizar seus lucros com a transação.

Além disso, o especialista explica que o mercado de usados não foi afetado da mesma maneira que o mercado de carros zero quilômetro porque questões como a falta de peças nas fabricantes e a alta do dólar tiveram menos impacto nesse segmento. 

Quais são as vantagens de se comprar carros usados?

Especialistas afirmam que a segurança está entre os fatores mais vantajosos de se comprar um carro usado. Isso acontece porque, usualmente, modelos mais completos e com melhores opções de acessórios são comercializados por preços mais vantajosos que seus correspondentes zero quilômetro. 

Além disso, muitos também atestam pela vantagem de negociação de carros usados, que normalmente é mais maleável do que a praticada em concessionárias de carros novos. Também é comum que carros usados tenham sua documentação e outras contas quitadas, tornando a negociação ainda mais vantajosa. 

Motoristas iniciantes e aqueles que ainda não estão confiantes em suas habilidades também tendem a preferir a compra de veículos usados, já que, em caso de avarias no carro, o valor de investimento é menor. 

Especialistas também atentam para a tendência de que motores mais antigos ainda oferecem mais vantagens em relação aos veículos novos, sendo a mais destacada delas a economia. Além disso, como explicitado por Ilídio dos Santos, presidente da Fenauto, muitos motoristas vendem seus carros usados para trocá-los por modelos mais baratos, o que é muito vantajoso para compradores nesse mercado.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!