Dados apontam crescimento no número de assassinatos no Brasil após dois anos de queda

Segundo dados divulgados pelo 14º Anuário Brasileiro de Segurança, o País registrou mais de 25.710 homicídios no primeiro semestre de 2020, o que representa um crescimento de 7% nos assassinatos em relação ao mesmo período de 2019.

Tais informações vão ao encontro do Monitor da Violência do G1, o qual, em agosto, registrou o crescimento de homicídios dolosos, de lesões corporais seguidas de morte e dos latrocínios. Os números solicitados pelas Secretarias de Segurança, por meio da Lei de Acesso à Informação, são bastante similares aos dados expressos pelo G1.

Mais de 47 mil mortes foram intencionais em 2019

Ainda de acordo com a Anuário, 47.773 mortes foram violentas e intencionais. O número, apesar de alarmante, é um pouco melhor quando comparado ao mesmo período de 2018, que apresentou 57.574 casos. Na relação entre os dois anos, houve uma diminuição de 18%. Já para 2020, a curva de queda foi interrompida, ainda que o País estivesse em plena pandemia do novo coronavírus.

Crimes patrimoniais apresentaram queda

Enquanto as mortes violentas tiveram um aumento considerável em 2020, o fato de o País estar em quarentena influenciou a redução de crimes patrimoniais. Em comparação ao primeiro semestre de 2019, a diminuição deste ano foi mais significativa. Ações com armas contra pedestres apresentaram uma queda de 34%; roubos de automóveis diminuíram 22,5%; de cargas, 25,7%; a comércios, 18,8%; e a residências, 16%.

Investimento em segurança tem aumentado

De acordo com as informações do Anuário, os investimentos em segurança apresentaram um desenvolvimento positivo, com crescimento de 0,4% em relação ao ano anterior, com gastos de até R$ 95 bilhões. Os estados chegaram a gastar R$ 77,3 bilhões (aumento de 0,6%), e os municípios, R$ 6,3 bilhões (aumento de 5,3%).

Empresas de segurança ajudam a proteger a população de ameaças à integridade física

Empresa de vigilância armada passou a ser uma opção viável a patrimônios que sentem a necessidade de contar com apoio para manter a segurança e a integridade física de funcionários, visitantes e moradores.

Hoje, por meio de empresas de segurança, pode-se administrar projetos de segurança patrimonial para condomínios residenciais, companhias e estabelecimentos. As equipes especialistas têm funcionários, tecnologias e inovação para prover um ambiente mais tranquilo, mitigando riscos e reduzindo ameaças.

O Grupo Generall, especializado em segurança patrimonial, fornece o que é preciso para o desenvolvimento de projetos de segurança para diversos locais. Pelo site, os clientes conferem mais informações sobre a empresa.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!