Custo de produção do leite subiu 9,4% na comparação com 2018, segundo dados

O leite é muito importante para a saúde, pois a bebida contém vitaminas que auxiliam na construção dos tecidos, além de ajudar a preservar a musculatura do corpo.

É importante lembrar que o leite contém as vitaminas A, B e D, que ajudam na proteção dos olhos e deixam os ossos mais fortes, e seus minerais auxiliam na cicatrização e aumentam o sistema imunológico, além de prevenir diversos tipos de doenças.

Segundo levantamento feito pela Scot Consultoria, houve aumento de 0,8% nos custos da produção do leite no mês de fevereiro. A instituição aponta custos 9,4% maiores em relação ao mesmo mês do ano de 2018.

A Scot afirma que houve aumento no preço dos alimentos: o milho tem posição de destaque, e suplementos minerais, produtos para sanidade, combustíveis e lubrificantes também contribuíram para a alta dos preços da produtividade no mês de fevereiro.

De acordo com a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), 2019 teve um início com as importações em alta, seguindo a movimentação no segundo semestre do ano passado. Já as importações no Brasil sobre os lácteos aumentaram 32,7% no mês de janeiro deste ano em comparação com o mês de dezembro de 2018.

Os custos tiveram aumento de 36,9%, o que resultou em US$42,55 milhões. O leite em pó foi um dos principais produtos comprados: o país obteve 9,1 mil toneladas, totalizando US$24,57 milhões.

Os dados ainda apontam que a Argentina e o Uruguai foram os maiores fornecedores, com 62,4% e 22,7%, respectivamente. No comparativo de um ano para o outro, o volume do leite em pó avançou 63,2%, enquanto que as despesas foram 52,6% maiores.

Queda do dólar contribui para com o setor

A baixa do dólar, juntamente com a valorização dos lácteos e da matéria-prima, são fatores que contribuíram para a melhora do setor. As informações mostram que, até o período da quarta semana de fevereiro de 2019, foi obtida uma média de US$2,73 milhões em gastos diários com as importações do produto, 38,5% maior que no mês de janeiro e 46,7% comparado ao mesmo mês no ano anterior.

Quanto às exportações, no primeiro mês deste ano, os embarques no país reduziram, se comparado mês a mês. A quantidade exportada sofreu queda de 36,5%, já o faturamento teve uma redução de 20,2% frente ao mês de dezembro do ano passado.

Em relação ao mesmo período do ano que se passou, observou-se uma baixa de 17,4% na demanda embarcada. Houve queda de 15,9% na receita. De acordo com os dados apresentados, o leite em pó se destacou entre os produtos exportados. A balança comercial de lácteos apresentou déficit de US$38,08 milhões no mês de janeiro deste ano.

A Magistech é uma empresa especializada na implantação de sistema de gestão ERP, como o sistema para laticínios. Ela atende a  pequenas, médias e grandes empresas de todos os segmentos e tem como objetivo ofertar aos seus clientes as melhores soluções tecnológicas e, dessa forma, manter uma ótima parceria com todos eles.                                                                                                                                                                                                                                                                         

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *