Arquitetura pode ajudar os escritórios a se reinventarem pós-pandemia

Cidades em geral serão influenciadas pela pandemia, dos espaços públicos aos ambientes corporativos. As novas políticas de higiene para combater o contágio de doenças farão com que arquitetura e design se reinventem nos grandes centros urbanos, envolvendo soluções sustentáveis e tecnológicas.

Influências da pandemia já são discutidas no âmbito da arquitetura

Entre arquitetos e urbanistas, já há uma discussão a respeito da pandemia, a começar pelos espaços urbanos. Na cidade de Nova Iorque, por exemplo, foi criado o mapa interativo Sidewalk Width NY, para traçar informações acerca da largura das calçadas pela cidade e indicar se as dimensões disponíveis permitem ou não o padrão ideal de distanciamento social.

Na plataforma, os bairros são sinalizados em laranja ou vermelho, indicando lugares que não possuem espaço suficiente, mostrando que a cidade tem um grande desafio pela frente. Durante o pico da pandemia, por exemplo, o prefeito da metrópole chegou a fechar mais de 64 quilômetros de vias que seriam para carros com o intuito de ceder espaço para pedestres.

A arquitetura e o design pós-pandemia

É fundamental compreender quais são os novos perfis e hábitos que deverão influenciar em mudanças de consumo dentro do design e da arquitetura. Nesse sentido, os profissionais devem  fazer uma análise abrangente que considere toda a população, independentemente de gênero, classe social, faixa etária e cultura, já que todos seres humanos serão envolvidos na atmosfera do que é chamado de “novo normal”.

Os profissionais de arquitetura e design, neste momento, possuem papel fundamental, já que é deles a responsabilidade de adaptar ambientes em todos os setores das cidades. O arquiteto ou urbanista precisará estudar e compreender o que terá de ser entregue à sociedade em um mundo em que necessidades biológicas e afetivas estão cada vez mais entrelaçadas em um cuidado constante e devem ser respeitadas.

Mudanças na prática

Na prática, em ambientes corporativos, principalmente, as salas terão que ser reelaboradas para reduzir a capacidade e, ao mesmo tempo, prezar pela ventilação no local. Hoje, alguns prédios aboliram por completo o uso de janelas, mas tais elementos voltarão a ganhar espaço. A ideia principal é criar correntes de circulação de ar para evitar a proliferação de vírus.

O home office é um sistema de trabalho que também influenciará a arquitetura de escritórios após a pandemia. Com mais colaboradores desempenhando funções remotamente, os espaços corporativos permitirão menos mesas e, consequentemente, menos aglomerações nas empresas.

Outro potencial de mudança são os locais de encontro e reunião dentro dos escritórios, que cada vez mais tendem a criar situações mais descontraídas com áreas de estar e reunião menos confinadas em salas fechadas e mais integradas ao espaço como um todo. 

A utilização de plantas dentro dos espaços corporativos tende a ser uma grande mudança nos escritórios que estarão na busca constante de trazer mais qualidade ambiental e conforto aos seus colaboradores.

Higiene será uma das novas prioridades de empresas em todo o mundo

As empresas, após a pandemia, terão que investir em tecnologias e arquitetura  para otimizar a higiene e evitar o contato. Desde a entrada das empresas até os banheiros, o objetivo dos projetos visará sistemas de acionamento automático, evitando que os colaboradores precisem tocar em superfícies de ambientes coletivos.

Em banheiros, por exemplo, o acionamento de descargas, torneiras, saboneteiras e secadores de mão via interação com os pés é uma tecnologia cada vez mais visada. Há também os sensores responsáveis pela iluminação, que faz com que as pessoas evitem o contato com interruptores.

Soluções sustentáveis podem ser aliadas a tecnologias na arquitetura urbana

A elaboração de projetos a partir de soluções sustentáveis dentro da arquitetura pode envolver ambientes domésticos, corporativos, internos e externos. No pós-pandemia, será absolutamente essencial contar com tecnologias que prezem pela saúde e pelo bem-estar em pequenos e grandes centros urbanos.

Tendo em vista as necessidades específicas, a Plantar Ideias desenvolve projetos voltados às áreas de convivência, e poderão colaborar com a ressignificação dos espaços de trabalho em ambientes corporativos, com o desenvolvimento do design de mobiliários, consultorias e projetos, sempre permeados por elementos da natureza que permitam uma elaboração mais coerente com a nova realidade do mundo, principalmente no momento pós-pandemia.

Ao navegar pelo site, é possível conhecer mais sobre a missão e os projetos da Plantar Ideias com foco na integração com a natureza e melhoria dos espaços de trabalho e convivência.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!