Anualmente, Brasil poderá ter mais de 600 mil novos casos de câncer até 2022

De acordo com estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o País poderá atingir o marco de mais de 600 mil casos de câncer por ano entre 2020 e 2022. Para a faixa etária que corresponde ao público infanto-juvenil, estima-se o surgimento de 8.460 casos no período compreendido.

A pesquisa Estimativa de Incidência de Câncer no Brasil, realizada pelo Inca e veiculada pela Agência Brasil, acredita que o câncer de pele não melanoma permanecerá sendo o de maior incidência, com 177 mil novos casos previstos. Em segundo, segue o câncer de mama e o de próstata, com 66 mil casos cada. Em seguida, estão os cânceres de cólon e reto, com 41 mil casos projetados, traqueia, brônquio e pulmão, com 30 mil, e estômago, com 21 mil.

Câncer segue associado a condições socioeconômicas

Segundo o Inca, há alguns indícios de declínio nos tipos de cânceres associados às condições socioeconômicas; porém, esse tipo de problema continua sendo persistente. O câncer de colo do útero, por exemplo, é o mais comum na região Norte, enquanto no restante do País, essa categoria da doença está em terceiro lugar entre mulheres.

Além disso, ainda de acordo com o Inca, 33,3% dos casos de câncer poderiam ser evitados adotando hábitos saudáveis, como o combate ao tabagismo e à obesidade. Cuidados com a exposição ao sol e com a alimentação, assim como a realização de atividades físicas, também podem ajudar a evitar a doença.

Endoscopia e colonoscopia são exames fundamentais no diagnóstico de câncer

Alguns exames são muito utilizados no diagnóstico de vários tipos de câncer, como é o caso da endoscopia e da colonoscopia; mas não apenas para isso: a endoscopia é indicada para pacientes que sentem falta de apetite, azia, sensação de “estufamento”, queimação ou perda de peso fora do normal.

O exame não é, necessariamente, de rotina. A periodicidade deve variar de acordo com cada caso, sendo que, em alguns, ele se torna fundamental para o diagnóstico e decorrente tratamento. A endoscopia é muito importante para diagnosticar, além do câncer de esôfago ou estômago, casos de gastrite, esofagite, refluxo gastroesofágico, hérnia de hiato, entre outros.

A colonoscopia, por sua vez, é um exame indicado quando a pessoa sente que há alterações no trato intestinal, sangramento anal ou dores abdominais inexplicáveis. Por meio dela, é possível identificar um câncer colorretal e outros problemas, como doença de Crohn, retite, colite e possíveis úlceras.

Endoscopia Terapêutica: profissionais compartilham experiências e se atualizam por meio de plataforma

Dado o atual cenário oncológico do País, é totalmente cabível que profissionais da saúde busquem formas de se atualizar e compartilhar experiências com outros especialistas no assunto. O portal Endoscopia Terapêutica surgiu visando à integração de conhecimentos entre profissionais por meio de compartilhamentos de artigos, vídeos explicativos e fotos ilustrativas.

Pelo portal, pode-se ter acesso aos mais diversos conhecimentos, assim como participar de discussões sobre endoscopia digestiva.

Ao navegar pela plataforma, também é possível consultar diversas patologias, tendo acesso a dicas de procedimentos terapêuticos que visam otimizar a prática clínica.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!