Aluguel de máquinas pode ser alternativa no setor industrial

Com a ascensão do novo coronavírus, empresas e indústrias tiveram de se adaptar aos novos cenários, adequando rotinas e processos, da entrega do produto ao centro de usinagem no chão de fábrica. Com o cenário adverso, abrem-se novas oportunidades de negócio e formas de se adaptar e minimizar os custos causados pela crise.

O consumo nacional de máquinas e equipamentos industriais fechou o último trimestre de 2019 em alta. Com relação ao mês de outubro, a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) mostrou crescimento de 21,5%, em relação ao mês anterior, e de 33,7%, na comparação com o mesmo período de 2018. Entre janeiro e dezembro, o aumento foi de quase 16%.

Machine as a Service auxilia fábricas a manter a produção ativa

O conceito de “Machine as a Service” prioriza a democratização de maquinário, ou seja, o acesso por empresários a máquinas de ponta e, consequentemente, alta tecnologia, visando à otimização dos meios produtivos no chão de fábrica.

Machine as a Service – Modelo 1

No conceito de Machine as a Service, um dos modelos adotados envolve fabricantes de maquinário que vendem máquinas e equipamentos com pouco (ou nenhum) custo, recebendo uma pequena parte por cada item de produto que é produzido pela máquina cedida. Trata-se de uma abordagem que tem sido muito utilizada. Nesse sentido, o fabricante viabiliza a instalação de máquinas, dando ênfase na otimização da cadeia de produção. Tudo o que é gerado no centro de usinagem é integrado de forma interna pela empresa e de forma externa pelo fabricante.

Machine as a Service – Modelo 2

Outra opção de colocar Machine as a Service na prática é por meio da terceirização de máquinas entre fabricantes e clientes, para que se possa ter maquinário de ponta no centro de usinagem e, assim, dar continuidade a linhas de produção e montagens. Nesse modelo, as máquinas e equipamentos são alugados, e a receita gerada por meio da fabricação e venda dos produtos fica retida para a empresa.

Aluguel de máquinas pode ser alternativa para centros de usinagem

O aluguel de máquinas, assim como mostrado pelo conceito de Machine as a Service, fornece meios para que o chão de fábrica permaneça operante, mesmo durante a crise ocasionada pelo novo coronavírus. Hoje, há fabricante de maquinário, como o Grupo Alltech, que fornece linha de aluguel de máquinas para centros de usinagem, dispondo dos melhores equipamentos para que o chão de fábrica continue produzindo sem interrupções.

Grupo Alltech entrega produtos e serviços para fábricas de todos os segmentos

Por meio do aluguel de máquinas para centro de usinagem, o Grupo Alltech oferece maquinário de ponta, com opcionais fundamentais para uma produção rápida e de precisão, além de ficar responsável pelo deslocamento e instalação dos equipamentos. A equipe de especialistas realiza todas as revisões e manutenções previstas de forma totalmente gratuita, além de uma consultoria em aplicação e produtividade.

A indústria sempre moveu (e continuará movendo) o País por meio de produtos e de todos os processos que envolvem a fabricação e a distribuição do que é feito na fábrica. Tendo isso em mente, é fundamental destacar o papel de equipamentos e maquinários do centro de usinagem, que são a base de todo o setor, sendo fundamentais para gerar produção e qualidade ao que chegará para o consumidor.

Desde o surgimento, o Grupo Alltech é parceiro de fábricas e indústrias, tendo ampla presença no mercado de equipamentos e ferramentas de usinagem. Ao navegar pelo site, é possível conhecer mais sobre cada atividade desempenhada pelo Grupo Alltech e obter mais informações sobre aluguel de máquinas para centro de usinagem.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!