Acesso ao setor de telecomunicações no Brasil teve um recuo de 2,8% em 2019

O balanço realizado para analisar os acessos do setor de telecomunicações no país mostrou que, até o fim do terceiro trimestre do ano passado, houve diminuição de 2,8% no número de clientes (em um período de 12 meses) dentro dos grandes quatro segmentos de consumo: telefonia fixa, telefonia móvel, banda larga e TV por assinatura. 

Em vista disso, o Brasil chegou ao final de setembro de 2019 com 311,93 milhões de acessos de telecom, sendo que os acessos somavam 321,1 milhões no mesmo período de 2018. Ou seja, foram quase 10 milhões de conexões que deixaram de ser feitas entre setembro de 2018 e setembro de 2019. 

Grande parte do recuo se concentra na telefonia móvel

Dos dados analisados em 2019, constatou-se que a maior parte do recuo se concentra na telefonia móvel. O número de chips ativos era de 228,16 milhões ao final de setembro do ano passado. Com relação ao mesmo período de 2018, houve queda de 2,6%, um saldo negativo de 6,1 milhões de linhas em apenas 12 meses. As maiores operadoras perderam 6,1 milhões de acessos, enquanto as prestadoras de pequeno porte tiveram conquista de 106,3 mil adições. 

Até o nono mês de 2019, 46,7% dos celulares eram pós-pagos, e 53,3% pré-pagos. Há uma tendência que visa ao crescimento da categoria pós-paga, que já alcançou 106 milhões de clientes. Ao levar em consideração a possível variação dos dados do último trimestre de 2019, a diferença entre ambas as categorias pode ser ainda menor na prática. 

Crescimento se limitou à tecnologia 4G

Entre as tecnologias móveis, a única que apresentou crescimento no período compreendido foi a 4G, com 149,2 milhões de acessos em setembro de 2019, o que representa aumento de 19,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. 

Telefonia fixa teve redução de 10,9% nos acessos das concessionárias

No segmento de telefonia fixa, a redução dos acessos entre setembro de 2018 e setembro de 2019 chegou a 3,3 milhões. A queda foi ainda mais pronunciada nos acessos das concessionárias, que apresentaram redução de 10,9%. As autorizações, por sua vez, caíram 6% dentro do mesmo período. 

TV paga perdeu 1,6 milhão de clientes

A redução também foi significativa na TV paga. O serviço teve queda de 9,1% no número de clientes, o que representa 1,6 milhão de acessos a menos nos 12 meses compreendidos pela análise de dados. Até o final de setembro de 2019, os acessos amparados pela tecnologia DTH eram de 52,3%. 

Banda larga fixa teve saldo positivo

De todos os segmentos, o que teve balanço mais positivo, segundo a Anatel, foi o mercado de banda larga fixa, que apresentou aumento de 2 milhões de contratos nos 12 meses compreendidos pela análise. Assim, de todos os serviços mencionados, esse foi o único que apresentou crescimento constante até setembro do ano passado, com 6,5% a mais de acessos, ou 32,9 milhões de clientes no total. 

Gestão de telefonia ajuda clientes a encontrar os melhores planos de telefone e internet

Por meio de gestão de telefonia, clientes e empresas encontram os melhores planos de telefone (móvel e fixo) e internet, com custo-benefício que realmente valha a pena o investimento, e a iPartners oferece o melhor em consultoria de telecom. 

A iPartners é uma empresa de gestão de telefonia que presta diversos serviços, como auditoria, sistemas de redução de custos de contas, rateio de contas e outsourcing. Por meio das estratégias da iPartners, os clientes podem economizar até 35% com as contas de telefone. 

Navegue pelo site para conhecer todas as vantagens da gestão de telefonia.

Avatar

Encontre publicações de diversos segmentos e nichos só aqui no portal Universo de Negócios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *